Buscar

Existiria alguma relação entre postura, nomes e resultados?


Coincidências acontecem, mas algo inexplicável parece existir em alguns resultados esportivos. Em 25 de janeiro (aniversário de São Paulo), no Hipódromo Cidade Jardim, enquanto fotografava no "paddock" (onde os cavalos são selados e passeiam puxados à mão, antes de uma corrida), veio-me um pensamento especulativo.

Será que a postura física do cavalo e de seu puxador pode influenciar o resultado da corrida? Existiria alguma relação misteriosa entre o nome do cavalo e seu desempenho no páreo? É óbvio que a resposta não existe e, acredito, nem um "encantador de cavalos" falaria a respeito.

Mas, a vitória do 7º páreo foi de AINDA MELHOR, que momentos antes desfilava imponente, cabeça alta e orelhas apontadas para cima, com "pose de artista". No dia seguinte, HAY QUE GANAR, mostrou o mesmo comportamento e faturou o 2º páreo; mais tarde, FRISSON causou "frisson" com sua vitória.

Pesquisadores americanos, em estudos com pessoas, afirmam que a postura ereta influencia o jeito como os outros nos veem e, também, a maneira como nós nos enxergamos perante a sociedade. Será que isso valeria também para os animais? O que dizer de seus nomes sugestivos?

Um dia, haverá estudos assim para cavalos de corrida, de hipismo e outros esportes. Enquanto isso, tudo o que pensarmos será apenas especulação. Ou, apenas uma simples licença poética.

VOLTAR

#jóquei #turfe #jockeyclub #cavalo #aniversáriodesp #gp25dejaneiro #fotografiadecavalos

1 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.