• Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.

Buscar

Campeonato Nacional de Três Tambores é decidido em Barretos


O encerramento do 12° Campeonato Nacional de Três Tambores acontece na 60ª Festa do Peão de Barretos (20 a 23 de agosto) e está disputadíssimo. Um carro ‘zero’ km será dado à Campeã Nacional ANTT Gold Race e os dois melhores animais da raça Quarto de Milha ganham uma vaga para representar a ANTT na Copa dos Campeões ABQM, em outubro. Foram sete etapas e mais quatro etapas bônus, realizadas em cidades de três estados (São Paulo, Goiás e Paraná), reunindo competidoras das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. De 223 filiadas, 25 estão na grande final.

Na arena mais cobiçada da América Latina, as meninas posicionadas entre 1° e 10° lugares no ranking disputarão pela Gold Race. As competidoras que ficaram entre 11° e 20° do ranking estarão em disputa pelo título da Silver Race. Lançada para colocar o futuro do esporte em pista, a categoria Mirim, para garotas de até 12 anos, terá cinco finalistas.

Todas as competidoras somaram pontos a cada etapa para definir quem entraria na zona de classificação. Em Barretos, as finalistas disputarão três rounds, divididas em suas categorias (Feminina: Gold e Silver, e Mirim), que somarão pontuação de 100 a 10 e de 50 a 10 (Mirim) por ordem de tempos em cada round. Ao final, serão atribuídos pontos de acordo com a soma ou a média dos três tempos.

Matemática, técnica, sorte, treino, garra e ainda muito charme. Quem serão as campeãs de 2015?

A 1ª campeã Mirim ANTT está na trilha do bi

Na etapa anterior ao Barretão, realizada na cidade de Indaiatuba durante a FAICI (14 a 16/08), Trote&Galope conversou com uma atleta Mirim que busca o vice-campeonato devido à sua pontuação, embora possa tornar-se bi-campeã. Maria Eduarda Silva foi a 1ª campeã nacional Mirim da ANTT em Barretos, 2013.

Aos 12 anos, Duda - como gosta de ser chamada - pode ter perdido a conta de quantas provas e prêmios já têm no currículo, mas fala sem hesitação que começou a montar com 3 anos e meio de idade. Natural de São José do Rio Preto, ela é um exemplo de que o esporte "Três Tambores" une a família em torno de algo que extrapola a simples disputa por um prêmio.

Os pais, Bill e Kátia, são seus maiores incentivadores e estão sempre com ela na maior torcida.

Outro nome que forma o time é Bueno, o Quarto de Milha responsável pelos melhores momentos vividos pela família em torno da arena. Por isso, é tratado com todos os mimos que um campeão merece.

Devido à idade, Duda tem um enorme plano profissional a ser desenvolvido. Mas, pelo menos neste esporte, ela já caminha com um suporte de patrocínio desenvolvido pela agência Pro 1 Barrel Racing. Estamos na torcida.

Muitas provas, diferentes cidades: oportunidade de fazer novas amizades e reforçar as antigas. Em Indaiatuba, Duda ajudou a atleta Tarcila Ferguson (de Rio Verde, Goiás), em meio a brincadeiras.

#ANTT #Duda #MariaEduardaSilva #Barretos #3tambores #TrêsTambores #Barretão

0 visualização