Buscar

Celebridades: a festa do cavalo Mangalarga Pampa no leilão mais esperado da raça


Leilão Celebridades, o mais esperado evento anual da raça se consolida na oferta de produtos prontos para o usuário final, abre portas para novos investidores e registra média geral de quase R$ 30 mil por animal. Com 100% de liquidez, 12 novos investidores e 50% dos compradores usuários de cavalos, o Haras Lagoinha comemorou mais um sucesso de seu Leilão Celebridades Mangalarga Pampa, realizado no sábado (27/05), no Centro Hípico Lagoinha, Jacareí (SP).

Este ano, em sua 9ª versão e sob a temática "Evolução", o leilão promovido por Marisa Iório e Paulo Eduardo Corrêa da Costa atraiu público de 750 pessoas, além de compradores online dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás e Distrito Federal. No balanço comercial, a média geral com a venda de 43 lotes foi de R$ 29.370,00.

“Foi um sucesso, missão cumprida”, comemorou Marisa Iório. “Estou muito feliz com os resultados, acima das nossas expectativas, pelo trabalho e pelo público que veio nos prestigiar. O Paulo (Paulo Eduardo Corrêa da Costa) foi muito brilhante quando colocou a evolução como temática do leilão, porque ela representa o tripé da nossa criação: genética, manejo e equitação.”

Além das ofertas para atender desde criadores tradicionais a iniciantes em busca de genética diferenciada, o Celebridades direcionou parte de seus lotes para o consumidor final, com produtos muito bem equitados, apresentados ao som de violino, encantando o público e promovendo acirradas disputas. “As pessoas estão ávidas por este tipo de produto: animais mansos para passeio e cavalos castrados que atendam pessoas com mais idade, segmento que tem um amplo mercado na Europa e nos Estados Unidos e que acreditávamos ser inexistente no Brasil, mas que - na realidade - é promissor. Mais uma razão para que nós, criadores, tenhamos a sensibilidade para observar essa demanda”, comenta Marisa.

“O leilão foi um sucesso de faturamento, acima do esperado, ainda mais no cenário econômico que o país vive: 38 compradores, 12 deles ingressando na raça. É uma aula de profissionalismo, de seleção, preparação, marcha e beleza dos animais e também de como trazer novos adeptos para o Mangalarga Pampa. O Haras Lagoinha é um cartão de visitas da raça”, atesta Alexandre Todeschini (da Business Leilões), que comandou o leilão e recém-eleito presidente da ABCCPampa – Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Pampa.

OS DESTAQUES

Zelândia do PEC (foto) foi o animal mais valorizado do 9º Leilão Celebridades. Esta matriz reserva do plantel atingiu a cifra de R$ 75.640,00 em lance final de Marcelo Malzone, da Fazenda Rio das Pedras, Jundiaí (SP). Pampa de alazã, Zelândia do PEC (Vanerão do HIC x Ucrânia do PEC) é detentora de cobiçados títulos em morfologia e andamentos em exposições do Pampa e do Mangalarga e produtora de vários campeões.

O segundo maior preço do pregão foi de outra matriz, Bolívia do PEC (Porto Belo do PEC x Uganda do PEC), Grande Campeã Nacional Égua Mangalarga Pampa de 2015, arrematada por R$ 55.800,00. Entre os machos, o maior preço foi de Edimburgo do PEC (Zagros do PEC x Juréia do Gerezin), que alcançou R$ 44.640,00 na batida do martelo.

O maior comprador do 9º Leilão Celebridades Mangalarga Pampa foi o Haras Santo Antônio, de Caçapava (SP), que investiu R$ 191.580,00 em aquisições para melhoramento genético do seu plantel. No comando do martelo esteve mais uma vez Guilhermo Sanches e no cerimonial de abertura e encerramento Marcelo Pardini.

“Hoje, a raça se divide em dois segmentos: os que querem constituir um plantel e as pessoas que querem montar no final de semana. E esse usuário final, sem sombra de dúvida, escolhe o Pampa. Muitas vezes, o usuário de hoje torna-se o criador de amanhã. Este é um ponto importante da raça. Nesse leilão, o público foi bem dividido e tivemos muitos usuários comprando animais para montar, outros iniciando uma criação e alguns grandes criadores compraram para aperfeiçoar sua criação. Tivemos muita gente nova investindo na raça”, observou Todeschini.

Marisa Iório, conhecida por seu trabalho pioneiro e solitário no desbravamento de algumas fronteiras para o Mangalarga Pampa, como da necessidade de se buscar uma equitação maior, desenvolver a funcionalidade da raça e ampliar a participação em competições esportivas, como a Equitação de Trabalho, também sonha e planeja exportar os produtos da marca PEC. Iniciativas para promoção do Mangalarga Pampa no exterior ela já teve, como três participações na Fieracavalli, na Itália, a primeira delas em 1990.

Incansável, a criadora já planeja o próximo Leilão Celebridades: “Será nossa 10ª edição e 35 anos de criação. Vamos fazer uma festa ainda maior para comemorar”, avisa.

fonte: Assessoria de Imprensa (Rute Araujo)

#mangalargamarchador #Mangalargapampa #HarasLagoinha #Lagoinha

0 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.