Buscar

Nova geração do hipismo brasileiro domina o Sul-americano 2018 no Chile de ponta a ponta


HIPISMO - São cinco os campeões sul-americanos do Brasil: Vivian Kang, Pré-mirim, Eduardo Barbara, Mirim, Maria Luiza Vieira, Pré-junior, Thales Marino, Junior e Victoria Mendonça, Young Riders. Brasil também foi prata e bronze individual em quatro categorias e dominou todas as disputas por equipes.

Entre 30/11 e 4/11, a equipe mais jovem do hipismo da América do Sul esteve a postos no FEI Americas Jumping Championship - Campeonato Sul-americano da Juventude 2018, no Club Deportivo Universidade Católica, em Santiago do Chile. Estiveram em pista 132 conjuntos de nove países: Argentina, Brasil, Chile, Peru, Bolivia, Equador, Costa Rica, Venezuela e Uruguai distribuídos nas categorias Pré-mirim (12 a 14 anos) - 1.10 metro, Mirim (12 a 14 anos) - 1.20 metro, Pré-junior (14 a 16 anos) - 1.30 metro, Junior (14 a 18 anos) e Young Riders (16 a 21 anos) - 1.45 metro.

Para os Times Brasil, que somaram 39 atletas, o resultado não poderia ter sido melhor: ouro, prata e bronze individual nas categorias Pré-mirim, Mirim, Pré-junior e Junior e na Young Riders, ouro. Na disputa por equipes, o Brasil foi ouro e bronze Pré-mirim, Pré-junior e Junior e ouro e prata na categoria Mirim. Na categoria Young Riders não houve pódio por equipes.

Todos os Campeonatos tiveram alto grau de dificuldade técnica, em percursos idealizados pelo francês Frédéric Cottier, course-designer dos Jogos Equestres Mundiais 2014 na Normandia.

"O resultado do Brasil não poderia ser melhor, com 100% de aproveitamento em todas as categorias. Parabéns a todos os cavaleiros e amazonas, treinadores e pais que não mediram esforços para participação dos jovens talentos do hipismo brasileiro nesse Sul-americano. Estamos muito orgulhosos. Sem dúvida, esse campeonato impulsiona a contínua evolução e formação das nossas equipes internacionais nos principais eventos do hipismo mundial", destacou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH).

Além dos treinadores particulares, familiares também acompanharam a delegação do Brasil, Caio Sérgio de Carvalho, diretor das categorias de base da CBH e chefe de equipe, e Pedro Paulo Lacerda, diretor de Salto da CBH.

Só deu Brasil no Sul-Americano Pré-junior: Malu, ouro, Philip, prata e Lys, bronze

No sábado (3/11), na primeira grande final individual - categoria Pré-junior (14 a 16 anos), a 1.30 metro - só deu Brasil no pódio, iniciando assim a verdadeira chuva de medalhas. Sagrou-se campeã a amazona Maria Luiza da Silva Martha Vieira, a Malu, montando Arica du Caillou, que fechou o campeonato com apenas 1,84 pontos perdidos (pp), trazidos da 5ª colocação da 1ª parcial e zerou os demais quatro percursos. Ou seja, fechou o campeonato sem faltas nos obstáculos.

No Sul-Americano 2017 disputado na Argentina, Malu foi vice-campeã sul-americana Mirim (12 a 14 anos) e em 2016, bronze, no Internacional Pré-mirim no Sul-Americano em São Paulo, na Hípica Paulista.

Também sem faltas, e apenas 2,34 pp da 1ª parcial, Philip Greenlees, atual campeão mundial FEI Children, montando Premiere Avignon Z faturou o vice-campeonato. Em 3º lugar chegou a bicampeã brasileira pré-junior 2017/2018 Lys Katherine Park Kang montando Macarena Tok, 3ª colocada na 1ª parcial com 1,46 pp, que "amargou" um derrube na 1ª passagem do GP Final zerou a 2ª e fechou com 5,46 conquistando bronze.

Juniores do Brasil Thales, Marcelo e Felipe faturam ouro, prata e bronze

Também no sábado (3/11), na difícil final individual Junior (14 a 18), 1.40 metro, o Brasil dominou o placar. Sagrou-se campeão o jovem talento Thales de Lima Marino com Deauville, integrante do time medalha de ouro por equipes em 1/11, totalizando apenas 7,85 pontos perdidos.

A dupla campeã sul-americana registrou 2,85 pp com o 5º lugar na 1ª parcial, perdeu apenas 1 ponto na 1ª passagem da final por equipes e no GP Final cometeu um derrube na 1ª e zerou a 2ª. Thales - que ao final do primeiro semestre sofreu um acidente e ficou mais de dois meses sem montar - foi campeão do Clássico no Indoor 2018 em 29/10, entre outras conquistas, em Sul-americanos detém ouro por equipes Pré-junior em 2016, ouro por equipes Junior e bronze individual em 2017.

Com espetacular recuperação e garantindo vitória com duplo zero no GP Final, Marcelo Gozzi montando Little Joe, integrante da equipe medalha de ouro em 1/11, faturou o vice-campeonato com 14,82 pp, registrados na 1ª parcial e final por equipes. Entre outros títulos, Gozzi foi campeão brasileiro Pré-junior 2016/2017 e vice Sul Americano Pré-junior 2016.

Já a medalha de bronze ficou com o top brasiliense Felipe Pereira Teixeira montando Ziramon VDL, que no GP Final perdeu apenas 1 ponto na 1ª volta e zerou a 2ª, fechando o campeonato com 18,68 pontos perdidos.

Outros dois conjuntos brasileiros fecharam em 4º e 6º lugar, respectivamente, Laura Bosquirolli Tigre com Fluer de Vauxelles, 21,43 pp, e Raphael Montesano Mari montando Gicara 2, 25,72 pp.

Top do Brasil Victoria Mendonça, com Una Bella: campeã sul-americana Young Riders

Complementando a rodada de ouro brasileira das categorias Pré-junior e Junior no sábado (3/11), a top brasileira Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça com Una Bella 9 sagrou-se campeã sul-americana Young Riders 2018.

Victoria, 20, e Una Bella garantiram a 3ª colocação na primeira parcial 3,91 pontos perdidos, na 2ª parcial com dois percursos computaram apenas um derrube no primeiro e no GP Final garantiram vitória com dois percursos limpos, conquistando o título com apenas 7,91 pp. Entre outras inúmeras conquistas Victoria, um dos principais nomes da nova geração do hipismo, foi campeã sul-americana Junior em 2016.

Pelas cores da Argentina, Emilia Grimaldi com Pegasus Athenea e Victoria Garcia Colombo montando NM Daikiri fecharam o pódio 100% feminino totalizando, respectivamente, 40,14 pp e 110,10 pp. Pelas cores do Brasil, o catarinense Leonardo Matheus Tafner com VDL Aberlino fechou o Campeonato em 4º lugar, 110,10 pp.

Pré-mirins do Brasil dominam o pódio: Vivian conquista ouro, Duda, prata e Chloe, bronze

Na categoria Pré-mirim (12 a 14 anos), primeira decisão no domingo (4/11), mais uma vez o Brasil não deu chances aos adversários. Dos 39 conjuntos que largaram na competição, nove chegaram ao final da terceira prova sem faltas e garantiram um emocionante desempate para definição do pódio. Sagrou-se campeã Vivian Katherine Park Kang com Luna Pullman, bronze no Brasileiro 2018, que cruzou a linha de chegada sem faltas na ótima marca de 30s71.

Também pelas cores do Brasil, Maria Eduarda Botelho Rosa Vianna, a Duda, montando SL Opio garantiu o vice-campeonato, pista limpa, 33s21. Completando o pódio 100% verde amarelo Chloe Tanzilli Teillere com Freestyle M foi bronze, sem faltas, 33s32. Com percurso limpo em 33a98, a brasileira Maria Fernanda Freitas Barreto com Cassiana foi 4ª.

Mirins do Brasil Eduardo, Antonio e Gabriela conquistam ouro, prata e bronze no Sul-americano 2018

Na decisão da categoria Mirim (12 a 14), quinta e última final do FEI Americas Jumping Championship - Campeonato Sul-americano da Juventude 2018 no Club Deportivo Universidade Católica, em Santiago do Chile, no domingo (4/11), mais uma vez só deu Brasil. Sagrou-se campeão o brasileiro Eduardo Coelho Barbara, o Dudu, montando Quatour de Coutol, único dos 29 concorrentes que largaram na competição a fechar os cinco percursos do campeonato sem faltas. Entre outras conquistas, Dudu é campeão brasileiro pré-mirim 2017 e campeão do ranking brasileiro mini-mirim 2016.

Outros três jovens talentos, com apenas um derrube, foram ao desempate para definição das medalhas de prata e bronze. Com atuação perfeita, sem faltas, em 34s52, Antonio Johannpeter Cirne Lima com SL Ordeiro honrou o Brasil com o vice-campeonato.

Fechando o pódio 100% verde amarelo Gabriela Munhoz Ongaratto Furlan montando HSL Brandy, pista limpa, 37s79, garantiu a medalha de bronze. Também chegou entre os top 6: a brasileira campeã sul-americana mirim 2017 Maithe de Lima Marino com Donadoni BH, empatada em 5º lugar com 5 pontos perdidos (pp).

Final Pré-junior - 32 conjuntos

Campeã Maria Luiza da Silva Martha Vieira / Arica du Caillou - Brasil - 1,84 pontos perdidos Vice Philip Greenlees / Premiere Avignon Z - Brasil - 2,43 pp Lys Katherine Park Kang / Macarena Tok - Brasil - 5,46 pp

Final Individual Junior - 27 conjuntos

Campeão Thales de Lima Marino / Deauville - Brasil - 7,85 pp Vice Marcelo Gozzi / Little Joe - Brasil - 14,82 pp Felipe Pereira Teixeira / Ziramon VDL - 18,68 pp

Final Individual Young Riders - 5 conjuntos

Campeã Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça / Una Bella 9 - Brasil - 7,91 pp Vice Emilia Grimaldi / Pegasus Athenea - Argentina - 40,14 pp Victoria Garcia Colombo / NM Daikiri - Argentina - 53,68 pp

Final Individual Mirim - 29 conjuntos

Campeão Eduardo Coelho Barbara / Quatour de Coutol - Brasil - 0 pp Vice Antonio Johannpeter Cirne Lima / SL Ordeiro - Brasil - 4 pp - 0/34s52 Gabriela Munhoz Ongaratto Furlan / HSL Brandy - Brasil - 4 pp - 0/37s79

Final Individual Pré-mirim - 39 conjuntos

Campeã Vivian Katherine Park Kang / Luna Pullman - Brasil - 0 pp - 0/30s71 Vice Maria Eduarda Botelho Rosa Vianna / SL Opio - Brasil - 0 pp - 0/33s32 Chloe Tanzilli Teillere / Freestyle M - Brasil - 0 pp - 0/33s32

fonte: Informações Imprensa CBH (Carola May / Rute Araújo - fotos Luis Ruas)

#FEIAmericasJumpingChampionship #CampeonatoSulamericanodaJuventude2018

0 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.