Buscar

Após morte de cavalos por suspeita de salmonela, EUA fecham temporariamente quarentena em Miami


Ainda não se sabe o quanto a medida afeta a chegada de animais para as competições que ocorrem até março em Wellington, na Flórida: o Global Dressage Festival e o WEF – Winter Equestrian Festival 2019. Com 12 semanas de duração, o Global Dressage Festival (AGDF), patrocinado pela Adequan, terá sete concursos internacionais de adestramento (CDI), incluindo 5 estrelas, e a única etapa da FEI Nations Cup (CDIO) sediada na América. O evento AGDF distribuirá cerca de USD 600 mil em prêmios em espécie para as sete competições internacionais.

A divisão de inspeção de animais e plantas (APHIS, sigla em inglês) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) fechou temporariamente o centro de importação animais, em Miami, para novos recebimentos depois que cavalos em quarentena na instalação ficaram doentes. Suspeita-se que os animais tenham contraído salmonela. Até o momento, seis cavalos ficaram doentes com sintomas diversos: diarreia, febre e manqueira. Infelizmente, três cavalos morreram e os demais já se recuperam, segundo o USDA.

O local está fechado para novos cavalos desde 19 de janeiro e, segundo a imprensa local, só reabre em 31 de março de 2019. Os cavalos com reservas até 19 de janeiro puderam optar entre manter suas reservas de quarentena ou fazer arranjos alternativos. Os cavalos já instalados permanecerão no centro de importação para concluir o processo de quarentena; serão liberados conforme programado, a menos que os responsáveis busquem arranjos alternativos.

Em nota, o USDA disse que a medida foi tomada por precaução e que as autoridades suspeitam de salmonela. O departamento afirmou ter tomado precauções para impedir a disseminação de mais doenças. O APHIS está conduzindo testes ambientais nas instalações e as amostras serão enviadas aos laboratórios nacionais de serviços veterinários para testes de diagnóstico.

O centro de importação tem aproximadamente 95 baias individuais para cavalos, disponíveis para fins de quarentena. Além das instalações equestres, o centro de importação também possui área de quarentena específica para aves. O Departamento ressaltou que os veterinários estão monitorando todas as aves em quarentena; até dia 16/1 não havia qualquer sinal de doença.

Antes da reabertura, a instalação será submetida a uma limpeza e desinfecção completas com desinfecção direcionada a qualquer agente causador da doença identificada ou suspeita, diz a nota. Cavalos atualmente sob quarentena na instalação estão sendo monitorados para identificar quaisquer sinais de doença.

fonte: Adestramento Brasil (foto Bebeto Omena - reprodução)

#salmonela #Wellington #WEFWinterEquestrianFestival2019 #hipismoCHSA #hipismointernacional

0 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.