Buscar

Na reta final rumo ao Pan 2019, Time Brasil de Salto fecha em 5º na Suíça


Próximo compromisso do Time Brasil de Salto, liderado por Philippe Guerdat, será no CSIO5* Sopot na Polônia, com outra formação. Confederação Brasileira de Hipismo tem até 25/6 para definir as equipes no Pan-americano 2019.

Visando à preparação e seleção da equipe de Salto nos Jogos Pan-americanos 2019, Brasil disputou no último domingo (2/6) a Copa das Nações CSIO5* em St Gallen, na Suíça. O Time Brasil contou com o conjunto Marlon Zanotelli / VDL Edgar M, que fez uma falta 4 pontos perdidos (pp) a cada passagem a 1.60 metro, Pedro Veniss / Quabri de I Isle, sem faltas na 1ª e oito pp na 2ª, Pedro Muylaert / Prince Royal Z MFS, 9 pp na 1ª e apenas 2 pp na 2ª, e Stephan Barcha / Artois D Avillon que teve 4 pp na 1ª volta e acabou sofrendo uma queda na 2ª volta. Stephan passa bem, mas fraturou a clavícula e fará cirurgia no Brasil esta semana.

Na Polônia (13 a 16/6), Yuri Mansur estará com Pedro Muylaert, Felipe Amaral, Luiz Francisco de Azevedo e Karina Johannpeter

Com esse resultado, o país fechou em 5º lugar, à frente da Noruega, Dinamarca e Áustria. França sagrou-se campeã; Itália foi vice, ambas sem faltas com a decisão levada ao desempate. Suiça foi a 3ª colocada, com 4 pontos perdidos.

Agora, o Brasil se prepara para a Copa das Nações CSIO5* em Sopot, na Polônia (entre 13 e 16/6) e contará com a participação de Pedro Muylaert, Felipe Amaral, Luiz Francisco de Azevedo, Yuri Mansur e Karina Johannpeter. O reserva será definido mais próximo à competição. Acompanham a equipe o técnico Philippe Guerdat e o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda.

A Confederação Brasileira de Hipismo tem até 25 de junho para definir a escalação dos Times Brasil nos Jogos Pan-americanos 2019, em Lima, Peru, entre 27/11 e 11/8. Vinte cavaleiros e amazonas participam do processo seletivo. As disputas do Salto no Equestrian Club Militar La Molina acontecem em 6 e 7/8, a final por equipes e a decisão individual será em 9/8.

O Brasil busca o hexacampeonato por equipes. Ao todo, país detêm cinco ouros por equipes, duas pratas e três bronzes individuais. O pódio das equipes garante vaga olímpica aos seus países. Caso os EUA cheguem entre os três primeiros colocados, abre-se mais uma vaga, uma vez que o país já está qualificado para Tóquio 2020, graças à medalha de ouro nos Jogos Equestres Mundiais 2018.

fonte: Imprensa CBH (Carola May / Rute Araújo)

#TimeBrasil #TimeBrasildeSalto

0 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.