top of page
Buscar
  • Carola May

Brasil fatura prata na Copa das Nações Longines FEI CSIO5* St Gallen, na Suíça

Com excepcional desempenho, o Time Brasil de Salto foi ao desempate com os donos da casa e acabou conquistando o vice-campeonato - entre oito equipes top mundiais - em um dos mais tradicionais concursos europeus. A Suíça comemorou o bi consecutivo.


Rodrigo Pessoa e Major Tom: duplo zero pelas cores do Brasil (CSIO5* St Gallen)
Rodrigo Pessoa e Major Tom: duplo zero pelas cores do Brasil (CSIO5* St Gallen)

Nessa sexta-feira (2/6), o Time Brasil de Salto (em ordem de largada) formado por Francisco Musa com Alea Marathon, Rodrigo Pessoa com Major Tom, Yuri Mansur montando Miss Blue-Saint Blue Farm QH e Pedro Veniss apresentando Nimrod de Muze Z garantiu a medalha de prata na cobiçada Copa das Nações - FEI Longines Nations Cup no CSIO5* de St Gallen, na Suíça.


Após o 1º percurso a 1.60m, o Time Brasil - liderado pelo chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda e técnico Philippe Guerdat - virou em 1º lugar com os percursos limpos de Francisco Musa e Alea Marathon, Rodrigo Pessoa e Tom Boy e Yuri Mansur e Miss Blue-Saint Blue Farm QH. Pedro Veniss pode poupar Nimrod de Muze Z, uma vez que o Brasil já estava zerado considerando que, conforme a regra, as equipes têm direito ao descarte do pior resultado. Somente o Brasil virou sem faltas entre as demais sete fortes equipes a postos. A Suíça e a Grã-Bretanha fecharam empatadas em 2º lugar com apenas 4 faltas.


Yuri Mansur com Miss Blue--Saint Blue Farm QH foi ao desempate pelo Brasil (Melanie Vonlanthen)
Yuri Mansur com Miss Blue--Saint Blue Farm QH foi ao desempate pelo Brasil (Melanie Vonlanthen)

Na 2ª e decisiva volta Musa e Alea Marathon e Yuri com Miss Blue-Saint Blue Farm Q fizeram uma falta, Rodrigo e Major Tom garantiram duplo zero e Pedro Veniss com Nimrod de Muze zerou e assim, computado o descarte do resultado de Musa (por ter sido o mais lento entre os conjuntos com uma falta), a equipe fechou com 4 pontos.


Já o Time da casa, a Suíça, também terminou com apenas uma falta na soma dos dois percursos com o seguinte desempenho: Edouard Schmitz / Gamim van´t Naastveldhof (4/4), Bryan Balsiger / Dubai du Bois Pinchet (0/0), Martin Fuchs / Leone JEI (4/0) e Steve Guerdat / Vernar de Cerisy (0/0). Assim a decisão pelo título teve desempate.


A Suíça largou com Martin Fuchs e Leone JEI, que fecharam com percurso limpo, em 42s14. Pelo Brasil, foi escalado Yuri que, apresentando Miss Blue (égua Brasileira de Hipismo de apenas 9 anos), fez um percurso veloz e arrojado, em 41s84, mas cometeu uma falta no último obstáculo, garantindo a vitória e festa dos donos da casa que comemoraram o bi consecutivo.

A medalha de bronze ficou com a Alemanha, que fechou com 8 pontos perdidos. A armação de pista esteve a cargo dos suíços Gérard Lachat e Reto Ruflin e a disputa distribuiu 200 mil euros em premiação.


Campeã Suíça - 4 pontos perdidos (pp) Edouard Schmitz / Gamim van´t Naastveldhof (4/4) Bryan Balsiger / Dubai du Bois Pinchet (0/0) Martin Fuchs / Leone JEI (4/0) - 0/42s14 Steve Guerdat / Vernar de Cerisy (0/0)


Vice-campeão Brasil - 4 pontos perdidos (pp) Francisco Musa / Alea Marathon - 0/4 Rodrigo Pessoa / Major Tom - 0/0 Yuri Mansur / Miss Blue-Saint Blue Farm QH - 0/4 - 4/41s84 Pedro Veniss / Nirmod de Muze Z - (ff/0)


3º Alemanha - 8 pp Hans-Dieter Dreher / Elysium Marcel Marschall / Coolio 42 Mario Stevens / Starissa David Will / My Prins van Dorperheide




fonte: Imprensa CBH (Carola May / Francine Flach)

Comments


bottom of page