Buscar

Criação brasileira do Cavalo Árabe é destaque em eventos internacionais

Com dois animais no pódio do Prague Intercup, em Praga, e um no Arabian National Breeders Final nos EUA, criação brasileira do cavalo Árabe coleciona conquistas no exterior.


O criatório brasileiro do cavalo Árabe tem excelente mercado de exportação, devido à qualidade morfológica e genética do plantel. Segundo dados da Associação Brasileira do Cavalo Árabe – ABCCA, em 2019 foram exportados 40 animais para EUA, Chile, Suíça, Uruguai, Oriente Médio entre outros.

BIANCA AL, campeã sênior Intercup (foto Arabian Insider)

Resultados no exterior

Durante o Prague Intercup 2020, realizado em 18 de setembro, na República Tcheca, o criatório brasileiro ocupou o pódio com dois animais. Bianca AL (Halyr Meia Lua em Giuliana el Shawan), criação da Canaã Agropecuária, conquistou o título máximo da exposição: Campeã Égua Ouro Sênior. Atualmente, a égua é de propriedade do Hanaya Arabians, da Suíça.


Latifa MAM (El Tino x Lumiar Zingara), também de propriedade do Hanaya Arabians (criação do Haras Dona Francisca) e recém exportada para o criatório suíço, depois de breve passagem pelos Estados Unidos, conquistou o terceiro lugar na difícil categoria de potrancas de dois anos.


Em outro grande evento do fim de semana, de 16 a 19 de setembro, o Arabian Breeders Finals (em Scottsdale, Arizona, nos EUA), deu Brasil no pódio da grande final das potras. Nela, a potra Wieza’s Diamond ORA (Supreme Justice ORA x Wieza Noor ORA by Hariry Al Shaqab), de propriedade do Haras JM, foi a campeã Ouro.

Campeã Ouro: WIEZA’S DIAMOND ORA (Breeders National, EUA)

“Os criadores brasileiros sempre se pautaram no uso da melhor genética que o mundo pode oferecer. Com isso, a criação brasileira tem alcançado excelentes resultados ao longo dos últimos 10 anos, nos mais competitivos shows do mundo. Isso tem despertado, cada vez mais, o interesse dos mais diversos criadores mundiais”, explica Adriana Espíndola Barbosa de Moura, diretora internacional ABCCA.


A ABCCA trabalha amplamente esse contato com os criadores de várias parte do mundo, valorizando a criação brasileira, seja para animais de sela, performance, esporte, seja para animais de morfologia.

“Vemos com grande orgulho e otimismo essa evolução, quase diária, do cavalo árabe no Brasil . Hoje, o respeito ao trabalho realizado pelo mais diversos criadores brasileiros tem gerado sempre uma procura por nossos animais de ponta, assim como a opinião de nossos juízes nos shows mais importantes do mundo”, finaliza Adriana.


fonte: Assessoria ABCCA (Verônica Formigoni) 


  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.