Buscar

João Victor Oliva vence outra vez e bate seu 4º recorde sucessivo na Espanha


João Victor e Escorial Horsecampline em ação no palco da Real Escuela Andaluza del Arte Ecuestre em Jerez de la Frontera (Real Escuela Andaluza)
João Victor e Escorial Horsecampline em ação no palco da Real Escuela Andaluza del Arte Ecuestre em Jerez de la Frontera (Real Escuela Andaluza)

Na prova com coreografia livre e música, o GP Freestyle, João Victor Marcari Oliva e o Puro Sangue Lusitano Escorial Horsecampline proporcionaram à platéia um belo “balé equestre” na tarde dessa sexta-feira (25/3), fechando sua participação com chave de ouro no tradicional Concurso de Dressage Internacional (CDI3*) de Jerez de La Frontera, na Espanha. Ao longo das duas últimas semanas, nas quatro provas disputadas, foram duas vitórias no Grand Prix, dias 19 e 24/3, e hoje (25/3), no Grand Prix Freestyle, prova em que ficou em 3º no domingo (20/3).


Na avaliação individual dos cinco juízes da Federação Equestre Internacional (FEI), todos atibuíram as maiores notas da prova à dupla do Brasil: o holandês FEI5* Eduard De Wolff Van Westerrode (79,750%), os FEI4* Mary A. Robins, da Nova Zelândia (79,875%), Alban Tissot, da França (79,375%) e a italiana Barbara Ardu (76,450%), além da juíza FEI3* Claudia Matos, de Portugal (77.225%).


No evento que termina neste sábado (26/3), o cavaleiro paulista de 25 anos, radicado em Portugal, bateu sucessivos recordes de notas pessoais e do Brasil no Hipismo Adestramento, tanto no Grand Prix quanto no GP Freestyle.


Melhor cavaleiro brasileiro em Olimpíadas, nos Jogos de Tóquio 2021, medalha de bronze por equipe nos Jogos Pan-americanos de Toronto 2015 e Lima 2019, ouro individual e por equipe no Campeonato Sul-americano (Odesur) do Chile, em 2014, e pentacampeão brasileiro, João Victor é o maior vencedor do Prêmio Brasil Olímpico do COB – Comitê Olímpico do Brasil no Hipismo Adestramento.


O conjunto João Victor e Escorial no palco da Real Escuela Andaluza del Arte Ecuestre em Jerez de la Frontera (Real Escuela Andaluza)
O conjunto João Victor e Escorial Horsecampline no palco da Real Escuela Andaluza del Arte Ecuestre em Jerez de la Frontera (Real Escuela Andaluza)

De olho em uma vaga no Time Brasil para o Campeonato Mundial de Dressage, de 6 a 10/8 em Herning, Dinamarca, João Victor Oliva e Escorial Horsecampline voltam a competir no CDI3* de Compiègne, na França, entre 19 e 22 de maio.


Cavaleiro militar, o Sgtº Oliva estará no Brasil no mês de abril para cumprir compromissos com a Comissão de Desportos do Exército (CDE), do qual faz parte do Programa de Atletas de Alto Rendimento.


O Concurso de Adestramento Internacional Andalucía Deja Huella termina no sábado (26/3), com a participação no Grand Prix Special de outro cavaleiro brasileiro, Pedro Tavares de Almeida montando Famous do Vouga, Puro Sangue Lusitano de criação de sua família em Itu (SP).


fonte: Assessoria de Imprensa (Rute Araújo)




32 visualizações0 comentário