Buscar

Marlon Zanotelli com VDL Edgar é vice no GP5* Rolex na Holanda e vem com tudo rumo a Tóquio

Atualizado: Abr 29

Maranhense radicado na Europa, Marlon Zanotelli, 32, ouro individual e por equipes no Pan Lima 2019 e melhor brasileiro no ranking mundial, deve disputar sua 1ª Olimpíada em Tóquio.


Marlon Zanotelli com VDL Edgar: vice-campeão GP 5* Rolex (@Peggy Schroeder)
Marlon Zanotelli com VDL Edgar: vice-campeão GP 5* Rolex (@Peggy Schroeder)


Nesse domingo (25/4), o top brasileiro Marlon Zanotelli garantiu o vice-campeonato no GP5* Rolex no Concurso de Salto Internacional 5* Indoor Brabant Horse Show, em s´Hertogenbosh na Holanda. Dos 42 conjuntos, oito foram ao desempate. Montando VDL Edgar, um sela holandês de 12 anos, Marlon foi o último conjunto em pista e fechou com mais um percurso limpo em 32s69, apenas 17 centésimos abaixo do tempo do vencedor.


Sagrou-se campeão o austríaco Max Kühner montando Eletric Blue P, sem faltas, 32s52. Em 3º lugar chegou o alemão Christian Kukuk com Checker 47, pista limpa, 44s57. Da 4ª à 6ª colocação aparecem o alemão Philipp Weishaupt com Coby 8, seguido pelo holandês Willem Greve com Carambole, ambos sem faltas, em 33s71 e 34s14, e a amazona luso brasileira Luciana Diniz com Vertigo du Desert, um derrube, 33s96.


A disputa válida pelo Rolex Grand Slam distribuiu quase 700 mil euros e, pelo vice-campeonato, Marlon garantiu a fatia de 140 mil euros. Marlon, 32, maranhense radicado na Europa há 16 anos, ouro por equipes e inédito ouro individual no Pan Lima 2019, é o atual melhor brasileiro no ranking mundial na 15ª colocação. O cavaleiro está entre os favoritos a integrar o Time Brasil nos Jogos Olímpicos e VDL Edgar é sua principal opção.


Ainda no Indoor Brabant Horse Show, Marlon garantiu outras importantes conquistas. Na sexta-feira (23/4), Marlon e Golia, um sela holandês de 10 anos, venceram a prova a 1.45m direto ao cronômetro, sem faltas, 54s42. No sábado (24/4), a melhor classificação do top brasileiro foi a 4ª colocação no Prêmio Audi, a 1.55m, montando Grand Slam VDL, sem faltas no desempate, em 37s37. Dos 11 conjuntos, 11 foram ao desempate e a vitória ficou com o britânico Jack Whitaker, percurso limpo, 35s79.

Marlon Zanotelli comemorando sua conquista no GP com familiares e amigos (Acervo pessoal)
Marlon Zanotelli comemorando sua conquista no GP com familiares e amigos (Acervo pessoal)

Rumo a Tóquio

Até 21/6, candidatos à vaga nos Times Brasil podem garantir índices técnicos e as equipes precisam estar definidas em 5/7. O suíço Philippe Guerdat - técnico do Time Brasil de Salto - e Pedro Paulo Lacerda - diretor de Salto da CBH - além do novo diretor técnico Rodrigo Sarmento, estão acompanhando o desempenho dos conjuntos na Europa visando à definição da equipe. As provas de Salto nos Jogos Olímpicos acontecem entre 3 e 8/8 no Equestrian Park em Tóquio.


Rolex Grand Slam

As próximas etapas do milionário Rolex Grand Slam 2021 acontecem no CHIO Aachen, na Alemanha, CSIO Spruce Meadows Masters no Canadá, ambos em setembro, e a grande final Rolex Top Ten, no CHI de Genebra, na Suíça, em 10/12.



fonte: Informações à Imprensa (Carola May / Isabella Campedelli)

0 visualização0 comentário