top of page
Buscar

Nacional de Salto Top Riders fecha com vitória de Guilherme Foroni no Clássico Haras Rosa Mystica

Guilherme Foroni e Stephan Barcha, vice, integraram o time de ouro no Sul-americano 2022. O anfitrião Fernando Sampaio Ferreira Filho e José Roberto Reynoso Filho, ouro individual e por equipes no Sul-americano, entregaram o Troféu José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete) ao vencedor.


Guilherme Foroni com sua Chelsea JMen: campeão do Clássico Haras Rosa Mystica (Luis Ruas)
Guilherme Foroni com sua Chelsea JMen: campeão do Clássico Haras Rosa Mystica (Luis Ruas)

Fechando o Concurso de Salto Nacional 4* Top Riders na Sociedade Hípica Paulista, o ponto alto desse domingo (4/12) foi o Clássico Haras Rosa Mystica - Troféu José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete), disputado a 1.45m. Estiveram em pista 51 conjuntos e quatro protagonizaram um eletrizante desempate. Primeiro em pista, Guilherme Foroni, integrante do Time Brasil medalha de ouro no Sul-americano 2022, partiu com sua Chelsea JMen, BH de 11 anos, cruzando a linha de chegada, sem faltas, em 39s14, resultado esse que permaneceu imbatível até o final. A dupla já havia vencido a qualificativa do Clássico em 2/12.


Stephan e Hex Lup Chevaux Império Egípcio: vice-campeões (Luis Ruas)
Stephan e Hex Lup Chevaux Império Egípcio: vice-campeões (Luis Ruas)

Terceiro conjunto no desempate, Stephan Barcha com Chevaux Hex-lup Império Egípcio, dupla que vem de vitória no GP Troféu Roberto Marinho há uma semana (em 27/11), garantiu o vice-campeonato, com percurso limpo em 39s44. Stephan é o atual bicampeão brasileiro senior top, integrante da equipe medalha de ouro e prata individual no Sul-americano 2022.


José Luiz Guimarães de Carvalho com Sir Obolensky Tok (Luis Ruas)
José Luiz Guimarães de Carvalho com Sir Obolensky Tok (Luis Ruas)

Último a largar, o top da casa José Luiz Guimarães de Carvalho com Sir Obolensky Tok, de 10 anos recém completos e que está sob a sela do cavaleiro há cerca de dois anos, também fez uma apresentação perfeita e sem faltas em 40s07, garantindo o 3º posto. Já o medalhista pan-americano Cesar Almeida montando Nefertite do Arete Império Egípcio, 2º no desempate, zerou em 40s77 e garantiu o 4º posto. Coincidentemente, as montarias dos seis primeiros colocados são Brasileiros de Hipismo, apontando para a força da criação nacional.


"A Chelsea chegou em casa com quatro anos, mais uma que foi feita com todo carinho do mundo pela nossa equipe Innovate Riders, especializada em formar cavalos. Essa é a nossa rainha, todo mundo ama", destacou Guilherme, bastante emocionado. "Eu vim por ela, sabia que ela merecia ganhar um GP, estou chorando porque eu a amo demais. Ela vem ganhando muito com destaque, entre outros conquistas; no GP Final do Doda Training Center no ano passado, foi campeã brasileiro de cavalos novos, potro do futuro, é uma vencedora nata. Agora vou dar férias para ela, acho que merece."


A disputa distribuiu R$ 80 mil e, de quebra, premiou o campeão Guilherme com dois Troféus José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete (in memoriam) - um para o cavaleiro e outro para o proprietário da égua - entregues por seu herdeiro, o campeão sul-americano individual e por equipes José Roberto Reynoso Filho, o anfitrião Fernando Sampaio Ferreira Filho, presidente da Sociedade Hípica Paulista e Van Leite, uma das titulares do Haras Rosa Mystica, que vem investindo forte na criação e fomento ao hipismo nos mais diversos estados.


De quebra, a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) premiou o jovem talento Paulo Miranda, campeão do Circuito Under 25, com uma clínica com o cavaleiro campeão olímpico Rodrigo Pessoa nos EUA, entregue por Caio Sérgio de Carvalho, diretor das categorias de base da CBH.


Sobre Alfinete

José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete, exímio cavaleiro e sócio da Sociedade Hípica Paulista, conquistou seu primeiro título internacional em 1965, quando foi vice-campeão Mundial de Juniores na Itália. O cavaleiro foi membro da equipe brasileira que conquistou o primeiro ouro no Salto nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, Canadá, em 1967, ao lado de Antonio Alegria Simões e do Coronel Renyldo Guimarães Ferreira.


Em 1968, Alfinete classificou-se em 7º lugar individual nos Jogos Olímpicos do México. Conhecido por um estilo impecável sobre o cavalo, o cavaleiro também tem em seu extenso currículo o tetracampeonato brasileiro senior (1975/1976/1978 e 1981) e o hexacampeonato do Torneio Pão de Açúcar (1975/1977/1978/1980/1982/1990), mais antigo evento da Sociedade Hípica Paulista. O cavaleiro faleceu precocemente, aos 54 anos, em 2002.


Vencedores com o anfitrião Fernando Ferreira Fº, José Reynoso Fº e Van Leite (Luis Ruas)
Vencedores com o anfitrião Fernando Ferreira Fº, José Reynoso Fº e Van Leite (Luis Ruas)

Clássico Haras Rosa Mystica - Troféu José Roberto Reynoso Fernandez

Campeão Guilherme Foroni / Chelsea JMen - FPH - 0/39s14 Vice Stephan Barcha / Chevaux Hex-lup Império Egípcio - FHBR - 0/39s44 3º José Luiz Guimarães de Carvalho / Sir Obolensky Tok - FPH - 0/40s07 4º Cesar Almeida / Nefertite do Arete Império Egípcio - FPH - 0/40s77 5º Pedro Paulo Cordeiro / Jumanje do Cach - FAMH - 2 pp 6º Cicero Faustino Barros / Cassino Blue HR JA - FPH - 3 pp


Resultado completo



fonte: Informações para imprensa (Carola May / Natasha Simonato)

3 visualizações0 comentário
bottom of page