Buscar

Odesur 2022 - Time Brasil fatura ouro e no individual Carlos Parro é ouro e Ricky Candi, bronze

Sul Americano - Odesur 2022 de Concurso Completo de Equitação : Argentina foi prata; Uruguai, bronze. Todos os países garantiram a vaga no Pan-americano 2023 no Chile, inclusive o país anfitrião, 4º lugar, que já estava qualificado por ser sede. Brasil colocou 7 conjuntos entre os top 11.

Brasil, ouro, Argentina, prata e Uruguai, bronze (Divulgação)
Brasil, ouro, Argentina, prata e Uruguai, bronze (Divulgação)

Nesse domingo (6/11), no Sul-americano de Concurso Completo de Equitação - Odesur 2022, na Escuela Militar em Campo de Mayo, na Argentina, o Time Brasil formado por Marcio Appel / Nektar, Pedro Henrique de Resende Nunes / Tamanho do Rincão, Marcio Carvalho Jorge / Lovelocks Rumplestiltskin e Carlos Parro / Tullabeg Chinzano faturou a medalha de ouro com 130,6 pontos perdidos.


Argentina foi prata, -197,6 pontos, e o Uruguai, bronze, -260,8 pontos. Com o resultado, todos os países garantiram a vaga no Pan-americano 2023 no Chile, inclusive o país anfitrião que foi 4º colocado e já estava qualificado por ser país sede.


Missão cumprida para o Time Brasil (Mario Appel)
Missão cumprida para o Time Brasil (Mario Appel)

De quebra, na disputa individual, o cavaleiro olímpico e medalhista pan-americano Carlos Parro, o Cacá, montando Tullabeg Chinzano, foi ouro e Ricky Candi, estreante em Sul-americanos e que competiu no individual com Nice, bronze. Cacá e Tullabeg Chinzano fecharam com -32 pontos: -25,8 pontos equivalente a 74,2% no Adestramento, zero no Cross e apenas 2,4 pontos por ultrapassar a faixa de tempo, assumindo a liderança da competição e com apenas uma falta no Salto confirmou o título sul-americano. "Eu e os brasileiros, todos, viemos com objetivo de conquistar a vaga no Pan. Estou muito feliz com meu resultado pessoalmente e de toda a equipe", destacou o campeã Cacá, 43, radicado na Inglaterra.


Já Ricky e Nice registraram -32,1 pontos no Adestramento, equivalente a 67,9%, zeraram o cross: com -7,6 pontos por ultrapassar o tempo concedido e zeraram o percurso do Salto fechando com -39,7 pontos. "Estamos muito contentes, fomos muito bem recebidos aqui em Buenos Aires. Foi uma preparação longa, desde o começo do ano, o Cacá e o Marcio Jorge na Inglaterra, eu e todos os outros no Brasil", comemorou Ricky, 41. "O Cross Country estava muito difícil, com muitas perguntas e percurso longo. Viemos com planejamento de conseguir o primeiro lugar por equipes e garantir a vaga no Pan e depois conseguimos o ouro e bronze individual. Agora vamos nos preparar para os Jogos Pan-americanos", acrescentou o medalhista de bronze.


Pedro Henrique de Resende Nunes, ouro por equipes e 5º colocado individual, mais novo da equipe com 31 anos, destacou: "fiquei muito feliz de participar ao lado de grandes cavaleiros nessa prova e buscar novas oportunidades e experiência representando o Brasil."


O cavaleiro olímpico Marcio Appel, 43, integrante do time medalha de ouro e que chegou em 6º lugar individual, destacou a estrutura e a organização. "Foi uma experiência incrível aqui, minha primeira vez na Argentina. Um lugar lindo, organização perfeita, muito bom competir com os concorrentes dos outros países forças da América do Sul. Tivemos todo apoio da CBH e COB, com dois conjuntos da Europa e os outros que treinam no Brasil. Acho que o resultado premiou todo esforço e planejamento que fizemos."


Marcio Jorge, 47, cavaleiro olímpico e medalhista pan-americano radicado na Inglaterra, integrante da equipe medalha de ouro e 11º individual, também não poupou elogios ao evento. "Eu particularmente estou muito feliz, acho que posso falar pelo time todo do Brasil. Foi uma competição maravilhosa, tudo muito bem feito, cross muito bonito, bem armado, assim como o Adestramento, Salto e festa premiação", disse Marcio.


Competindo no individual, Vinícius Albano Almeida Leal - montando Texas do Rincão - garantiu o 7º posto, -56,7 pontos, e Fabricio Caldas Albuquerque com Hulk da Vista, -73,3 pontos, emplacou em 9º lugar. Com esse resultado, o Brasil colocou 7 conjuntos entre top 11 no Sul-americano.

O Time Brasil foi liderado pelo técnico internacional William Fox Pitt, ao lado do técnico nacional Guto de Faria. A chefe de equipe foi Julie Purgly e Dudu Limongi, o veterinário oficial. "Estamos muito felizes e orgulhosos com esse maravilhoso time composto pelos atletas, cavalos, tratadores, motoristas, chefe de equipe, técnicos internacional e nacional, veterinário, colaboradores da área administrativa, diretores da modalidade e toda a equipe da CBH que, com a ajuda decisiva do COB, tornaram possíveis essas maravilhosa conquistas. Espetaculares resultados por equipe e individual. É o Brasil cada vez mais forte", destaca Fernando Sperb, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo no ciclo olímpico até Paris 2024.


Vale lembrar que, na primeira quinzena de outubro, os times Brasil de Adestramento e Salto também arremataram ouro por equipes, garantindo a vaga no Pan, além de cinco medalhas individuais: ouro, prata e bronze no Adestramento e ouro e prata no Salto. Agora, todas as atenções já se voltam para formação e preparação da equipe no Pan-americano 2023, que por sua vez é qualificativo para os Jogos Olímpicos Paris 2024.


Pódio Individual Ouro Carlos Parro / Tullabeg Chinzano - BRA -32,2 pontos Prata Edison Alejandro / SVR Fraile del Santa Lucia - URU -38,5 pontos Bronze Ricky Candy / Nice - BRA -39,7 pontos

5º Pedro Henrique Resende Nunes / Tamanho do Rincão - BRA -56,7 pontos 6º Marcio Appel / Nektar - BRA -51,8 pontos 7º Fabricio Caldas Albuquerque / Hulk da Vista -73,3 pontos 11º Marcio Carvalho Jorge / Lovelocks Rumplestiltskin - BRA -82,4 pontos

Ouro Brasil -130,6 pontos Marcio Appel / Nektar Pedro Henrique de Resende Nunes / Tamanho do Rincão Marcio Carvalho Jorge / Lovelocks Rumplestiltskin Carlos Parro / Tullabeg Chinzano


Prata Argentina -179,4 pontos Luciano Claudio Brunello / Cash des Cedres Rodrigo Zubillga / Solaguayre Quinara Benitez Gallardo / Chaman Ginn


3º Uruguai -260,8 pontos Edson Alejandro / Quintana Valerio Pablo Sebastina / Torello Peluffo Gáston Marcenal / SVR Indy


fonte: Imprensa CBH com colaboração Agustina Perezrod

Informações para imprensa (Carola May / Rute Araújo / Natasha Simonato)

24 visualizações0 comentário