top of page
Buscar

Trio de cavaleiros fatura Prêmio Brasil Olímpico pela 3ª vez consecutiva

Atualizado: 20 de jan.

Marlon Zanotelli, João Victor Oliva e Carlos Parro faturam Prêmio Brasil Olímpico. Ao longo das 22 edições do evento, João Victor venceu sete vezes, Carlos, o Cacá, quatro, e Marlon, três. Confira os vencedores das modalidades olímpicas Salto, Adestramento e Concurso Completo entre 1999 e 2022.

Nessa quinta-feira (19/1/2023), o COB divulgou a lista dos vencedores do Prêmio Brasil Olímpico nas 55 modalidades olímpicas e os nomes dos indicados que concorrem ao título de Melhor Atleta do Ano do Prêmio Brasil Olímpico 2022. No hipismo, mais uma vez, os vencedores foram Marlon Zanotelli (Salto), João Victor Macari Oliva (Adestramento) e Carlos Parro (Concurso Completo de Equitação - CCE). Os três cavaleiros colecionam vitórias na premiação do COB, considerado o Oscar do esporte olímpico, que esse ano acontece no dia 2 de fevereiro em cerimônia na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro (RJ).


João e Escorial Horsecampline em ação no Mundial 2022 na Dinamarca, (Luis Ruas)
João e Escorial Horsecampline em ação no Mundial 2022 na Dinamarca, (Luis Ruas)

Pela sétima vez, João Victor Marcari Oliva, 26, definitivamente radicado na Europa há cerca de três anos, recebe o “Oscar brasileiro” dos esportes na categoria Hipismo de Adestramento. Após registrar a maior nota do Brasil em Olimpíadas nos Jogos de Tóquio 2020+1 e novamente nos Jogos Equestres Mundiais 2022, João vem conquistando bons resultados no circuito europeu e ingressou no seleto grupo dos top 50 no ranking mundial, consolidando-se como o principal representante brasileiro da categoria. O paulistano é filho da ex-jogadora de basquete, Hortência Marcari, foi vencedor em 2014/2015/2016/2017/ 2018/2021 e agora novamente em 2022.


Repetindo o feito de 2019 e 2021, Marlon Modolo Zanotelli, 35, cearense radicado na Europa há 15 anos, campeão pan-americano individual e por equipes em Lima 2019, mais uma vez levou o prêmio na modalidade Salto. A conquista é fruto de resultados consistentes ao longo de toda a temporada 2022, mantendo-se firme entre os top 10 do ranking mundial. Foram diversas conquistas em GPs 5* na Europa como, entre outras, campeão no GP Troféu Genebra, bi no de GP Oslo, campeão no GP5* LGT Paris e vice no GP Lyon.


Carlos Parro com Goliath HFI em ação no Mundial 2022 na Itália (Libby Law)
Carlos Parro com Goliath HFI em ação no Mundial 2022 na Itália (Libby Law)

Conhecido como Cacá, Carlos Eduardo Parro, 43, foi o melhor no Concurso Completo de Equitação, categoria que ele também venceu em 2016/2019/2021. Aos 43 anos e radicado na Inglaterra há 20 anos, Parro integrou o time medalha de prata e foi bronze individual no Pan de Lima 2019. Além disso, foi bronze por equipes no Pan do Rio-2007, prata por equipes no Pan de Toronto 2015. Em 2022, foi campeão sul-americano individual e por equipes, carimbando o passaporte do Brasil para o Pan 2023 no Chile.


O processo de escolha dos indicados a Melhor Atleta do Ano e dos melhores das modalidades foi realizado por um colégio eleitoral, formado por jornalistas, dirigentes, pela Comissão de Atletas do COB, patrocinadores, ex-atletas e personalidades do esporte. Ana Marcela Cunha (águas abertas), Rayssa Leal (skate) e Rebeca Andrade (ginástica artística) repetem a disputa de 2021 no feminino. Alison dos Santos (atletismo), Filipe Toledo (surfe) e Isaquias Queiroz (canoagem de velocidade) concorrem no masculino ao prêmio máximo da festa de gala do esporte brasileiro.


O público também poderá participar da escolha dos seus atletas favoritos no ano. Já estão abertas as votações populares para o Atleta da Torcida e o Prêmio Inspire. Os perfis de todos os concorrentes estão no site pbo.cob.org.br - onde o internauta poderá deixar o seu voto.


Vencedores do Prêmio Brasil Olímpico no hipismo ao longo de 22 edições

2022 Salto: Marlon Zanotelli Adestramento: João Victor Oliva CCE: Carlos Parro

2021 Salto: Marlon Zanotelli Adestramento: João Victor Oliva CCE: Carlos Parro

2020 (não houve devido à pandemia)

2019 Salto: Marlon Zanotelli Adestramento: João Paulo dos Santos CCE: Carlos Parro

2018 Salto: Pedro Veniss Adestramento: João Victor Oliva CCE: Márcio Carvalho Jorge

2017 Salto: Pedro Veniss Adestramento: João Victor Oliva CCE: Márcio Carvalho Jorge

2016 Salto: Pedro Veniss Adestramento: João Victor Oliva CCE: Carlos Parro

2015 Salto: Pedro Veniss Adestramento: João Victor Oliva CCE: Ruy Fonseca

2014 Salto: Álvaro de Miranda Neto Adestramento: João Victor Oliva CCE: Márcio Carvalho Jorge

2013 Salto: Álvaro de Miranda Neto Adestramento: Luiza Tavares de Almeida CCE: Marcelo Tosi

2012 Salto: Álvaro de Miranda Neto Adestramento: Luiza Tavares de Almeida CCE: Ruy Fonseca

2011 Salto: Bernardo Resende Alves Adestramento: Luiza Tavares de Almeida CCE: Serguei Fofanoff

2010 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Luiza Tavares de Almeida CCE: Ruy Fonseca

2008 Salto: Camila Mazza de Benedicto Adestramento: Rogério Clementino CCE: André Parro

2009 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Luiza Tavares de Almeida CCE: Serguei Fofanoff

2007 Salto: César Almeida Adestramento: Renata Rabello CCE: André Parro

2006 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Pia Aragão CCE: Fabrício Reis Salgado

2005 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Pia Aragão CCE: Raul Bernardo Nelson de Senna Neto

2004 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Pia Aragão CCE: Raul Bernardo Nelson de Senna Neto

2003 Salto: Álvaro de Miranda Neto Adestramento: Pia Aragão CCE: Raul Bernardo Nelson de Senna Neto

2002 Salto: Karina Johannpeter Adestramento: Isabela Renault Travassos CCE: Vicente Araújo Neto

2001 Salto: Bernardo Resende Alves Adestramento: Michele Schulze CCE: Marcelo Tosi

2000 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Jorge Ferreira da Rocha CCE: Vicente Araújo Neto

1999 Salto: Rodrigo Pessoa Adestramento: Micheline Schulze CCE: Artemus de Almeida



fonte: Informações para imprensa (Carola May / Natasha Simonato / Rute Araújo)

3 visualizações0 comentário
bottom of page