Buscar

Competidores de CCE terão que usar capacete nas provas de Adestramento na Grã-Bretanha


A partir de março, as cartolas estão banidas do CCE - Concurso Completo de Equitação - britânico e todos os competidores, de todos os níveis, terão que usar capacetes de proteção nas provas de Adestramento. No entanto, alguns cavaleiros de destaque questionam a decisão do órgão regulamentador, o British Eventing, alegando que esta deveria ser uma decisão individual, já que a FEI - Federação Equestre Internacional - ainda permite que cartolas sejam usadas em eventos internacionais, como as Olimpíadas.

Os brasileiros João Paulo dos Santos e Sarah Waddell, no uniforme tradicional

O Concurso Completo de Equitação é composto por três modalidades: Adestramento, Salto e Cross Country. Mas, atletas competindo apenas no Adestramento ou no Salto, têm suas próprias federações e regras, por isso não foram afetados pela mudança.

Cavaleiros e amazonas internacionais de Adestramento e CCE têm cada vez mais optado pelo uso da proteção, como é o caso da britânica Charlotte Dujardin, que optou pelo capacete nas Olimpíadas do Rio. Na verdade, Dujardin já há algum tempo vem apoiando o uso do capacete, desde de que sofreu fratura de crânio devido a uma queda. “Eu tive sorte de ficar tudo bem. Agora eu sempre uso o capacete”, comentou após sua apresentação nos Jogos Olímpicos Rio 2016. “Eu me sinto muito confortável e segura. Nunca se sabe o que pode acontecer e só temos uma cabeça.” Na Rio 2016, 54% dos competidores usaram o capacete, contra apenas 3% nas Olimpíadas de Londres 2012.

Antônio Victor Marcari Oliva com a devida proteção do capacete

Os últimos números da British Eventing relacionados à segurança mostram que - todos os anos - acontecem cerca de 2 mil quedas e que o número de lesões sérias aumentaram cerca de 50% nos últimos três anos, de 35 para 52. O Diretor de Operações Esportivas da entidade, Chris Farr, declarou: “Ao mesmo tempo em que entendemos que as cartolas fizeram parte da tradição no Adestramento e CCE por décadas, fica claro para nós que elas não oferecem praticamente nenhuma segurança aos cavaleiros em caso de queda. Assim como outras federações nacionais, a BE decidiu que o correto é exigir que todos os competidores usem a proteção nas três fases do esporte em todas as competições nacionais, sempre que estiverem montados.”

Outro importante polo de CCE, a Nova Zelândia, também proibiu o uso das cartolas devido à segurança. No Brasil, o regulamento de Adestramento da Confederação Brasileira de Hipismo diz que “é obrigatório o uso do capacete, por todos os cavaleiros, independentemente da categoria em que compete ou da idade.”

fonte: CBH

#CCE #capacete #adestramento #FEI #BritishEventing

1 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.