• Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.

Buscar

Com vistas aos Jogos Equestres Mundiais 2018, Internacional de Adestramento vai agitar a Sociedade H


Sociedade Hípica Paulista, principal polo da modalidade no país, recebe Internacional e Nacional de Adestramento, entre 5 e 8/07. A série Internacional tem disputas válidas como qualificativas técnicas para os Jogos Equestres Mundiais 2018 e Jogos Pan-americanos 2019.

Entre 5 e 8 de julho, a Sociedade Hípica Paulista (SP) será palco do Concurso Internacional e Nacional de Adestramento, cujo Grand Prix da série Internacional valerá como qualificativa técnica para os Jogos Equestres Mundiais 2018. O evento - que promete atrair amadores, jovens talentos e elite da modalidade - acontece a cada quatro anos, é considerado a festa maior do hipismo mundial, e chega à sua 8ª edição em Tryon, na Carolina do Norte (EUA), entre 11 e 23 de setembro.

O evento terá júri com quatro juízes de nível 4*: a brasileira Claudia Mesquita, os argentinos Sandra Smith de Oliveira Martins e Cesar Lopardo Grana, o colombiano Cesar Torrente ao lado da juíza 5* norte-americana Janet Foy. Candidatos a uma vaga no Time Brasil devem atingir índice mínimo estabelecido pela FEI – Federação Equestre Internacional - de 66% de aproveitamento. Para o conjunto (cavalo e cavaleiro) se habilitar a uma vaga no Time Brasil de Adestramento, é necessário registrar um mínimo de dois índices na nota média final e também necessariamente com juízes FEI 5*, desde que diferentes em cada Internacional.

Cinco conjuntos já têm índice para os Jogos Equestres Mundiais de Tryon: João Victor Marcari Oliva, montando Xamã dos Pinhais, soma cinco índices, todos alcançados em Internacionais na Europa; Giovana Pass/Zíngaro de Lyw somam três índices conquistados no Brasil; Leandro Aparecido Silva - montando Di Caprio - tem dois índices registrados no Brasil em 2017; João Victor Oliva, com Xiripiti TVF, tem quatro índices registrados na Europa em 2018, e Pedro Tavares de Almeida - montando Aoleo - tem um, registrado no Brasil em 2018.

Devem estar no picadeiro, disputando a Big Tour do Internacional na corrida por uma vaga no Time Brasil, Leandro Silva com Di Caprio (foto Luis Ruas), medalha de bronze por equipes no Pan 2015; o cavaleiro olímpico Pedro Tavares de Almeida, com sua nova montaria Aoleo; Mauro Pereira Jr com Banzai AMM; a dupla olímpica Giovana Pass e Zingaro de Lyw, entre outros. A medalhista pan-americana Sarah Waddell e a amazona olímpica e medalhista pan-americana, Luiza Tavares de Almeida, prometem estar entre os tops do Small Tour do Internacional, entre outros, já de olho em uma vaga nos Jogos Pan-americanos 2019.

Concorrentes da série nacional também têm oportunidade de disputar as mesmas provas do Internacional e quadro de juízes com encargos menores.

fonte: Informações para imprensa (Carola May e Rute Araujo)

#FEIWorldCupDressage #adestramentoparaequestre #InternacionaldeAdestramento #SHP #HípicaPaulista

0 visualização