top of page
Buscar
  • Carola May

Tropa de elite do hipismo a postos na 53ª Copa São Paulo na Sociedade Hípica Paulista

José Roberto Reynoso Fernandez Filho, cavaleiro que pode garantir o tetra no GP, venceu a primeira prova 1.40m. Também estarão a postos no GP os tops Doda Miranda, atual campeão brasileiro Senior Top, Thiago Rhavy e Felipe Juares de Lima, respectivamente vice-lider e 3º no ranking Senior Top 2024.


José Roberto Reynoso e Casillero JMen vencem a 1ª prova a 1.40m (Luis Ruas)
José Roberto Reynoso e Casillero JMen: vencedores da 1ª prova a 1.40m (Luis Ruas)

Começou nessa quarta-feira (5/6), o Concurso de Salto Nacional 5* 53ª Copa Paulo: o mais antigo e tradicional concurso da Sociedade Hípica Paulista que segue até domingo (9/6). Ao todo serão disputadas 33 provas de 1.10 a 1.60m, incluindo na programação a 4ª de 10 etapas do ranking brasileiro senior top 2024 e a 5ª Etapa do ranking CBH, ABCCH e Haras Agromen de Cavalos de 6, 7 e 8 anos.


Já rolaram três provas e um warm up (esquenta) para as principais disputas. Na última e principal prova do dia, a 1.40m e disputada em duas fases, o top paulista José Roberto Reynoso Fernandez Filho montando Casillero JMen garantiu a 1ª colocação, sem faltas, na boa marca de 32s77. Em 2º lugar chegou Luis Gustavo Godinho com HFB Kentucky, percurso limpo, 33s45, por São Paulo, seguido pelo sempre competitivo brasiliense Flavio Grillo Araújo com Kirk do Cach, percurso limpo, 33s49.


Pela manhã, na 1ª prova de Cavalos Novos 7 anos, válida pelo ranking CBH, ABCCH, Agromen de Cavalos Novos 2024, abrindo a 53ª Copa São Paulo, sagrou-se vencedor Lucas Teixeira Lima com To the Point PS Z do Igarape, que zerou a disputa a 1.35m em 25s24 na 2ª e decisiva fase. Na disputa a 1.35m, o medalhista pan-americano Cesar Almeida com Chilena do Adonai foi o vencedor, por São Paulo, sem faltas, em 59s84, seguido pelo paranaense Mauricio Oliveira Franco com Iaciara da Cabana, percurso limpo, 60s78.


Ao todo, em 2024, a Copa São Paulo, antigo Pão de Açúcar e primeiro concurso com premiação em espécie, distribui R$ 499 mil. A armação dos percursos está a cargo de Rafael Ferrarez, na pista de grama Gianni Samaja, principal palco da Copa São Paulo, e Carlos Alberto Raposo Lopes na pista de areia Eduardo de Moraes Dantas. Destaque para o GP Troféu Roberto Luiz Joppert (in memoriam), a 1.60m, no sábado (8/6), válido pelo ranking brasileiro senior top (rendimento máximo). Já no domingo (9/6), o Clássico Troféu Rodolfo Raul Lara Campos (in memoriam), a 1.45m, é a principal atração.


Doda Miranda com Dinozo un Prince participou da prova de aquecimento (Luis Ruas)
Doda Miranda com Dinozo un Prince participou da prova especial warm up (Luis Ruas)

Estão a postos, entre outras feras, José Roberto Reynoso Fernandez Filho, tricampeão do GP 2014/2015/2016 , os tops Doda Miranda, atual campeão brasileiro senior top, Thiago Rhavy, vice-líder do ranking Senior Top, Felipe Juares de Lima, 3º no ranking senior top, Marcello Ciavaglia, campeão do GP em 2019, Tiago Mesquita, campeão do GP em 2017, Fabio Sarti, campeão do GP em 2018, José Luiz Guimarães de Carvalho, Raphael Machado Leite, Bernardo Braga, Guilherme Foroni, Ivo Roza Filho, Juliano Loureiro Carlos, Artemus de Almeida, Luiz Felipe Pimenta Alves. Stephan Barcha, líder do ranking senior top 2024, está na Europa participando do processo seletivo para Paris 2024.


Agenda

Na sexta-feira (7/6), a Copa Ouro - a 1.35m - é a principal atração, com início prevista para as 13h30; a partir das 17h tem festa Junina. No sábado (8/6), o GP Troféu Roberto Luiz Joppert, a 1.60m, a partir das 15h. Já no domingo (9/6), o Clássico a 1.45m encerra competição a partir das 13h30.


História e troféus perpétuos da Copa São Paulo

A Copa São Paulo, que nasceu com o nome Torneio Pão de Açúcar, sem dúvida, reflete a tradição do hipismo brasileiro e também internacional. Rodolpho Raul de Lara Campos, o Raul, campeão de hóquei e posteriormente um arrojado cavaleiro começou a montar somente aos 33 anos, foi o idealizador do Torneio Pão de Açúcar (atual Copa São Paulo), em 1971, ao lado do comendador Valentim dos Santos Diniz, instituindo o primeiro concurso hípico com premiação em espécie. O Troféu Rodolpho Raul de Lara Campos, falecido aos 96 anos em 2020, foi criado em 2021.


São muitos os cavaleiros que fizeram e fazem a história da Copa São Paulo e do hipismo brasileiro. Ao lado de outros grandes nomes e amigos, como José Roberto Reynoso Fernandez, o saudoso Alfinete (in memoriam), hexacampeão do GP da Copa São Paulo, Caio Sérgio de Carvalho, Ricardo Gonçalves, Sergio Pereira, Carlos Alberto Santos e também Raul Lara Campos, Gianni Samaja, Eduardo Dantas, o Dantinhas, Roberto Luiz Joppert, mais conhecido como Bob, bicampeão do GP, era figura notória.


O maior vencedor na história da Copa São Paulo é José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete (in memoriam), hexacampeão do GP na mesma competição (então denominada Torneio de Pão de Açúcar) em 1975, 1976, 1978, 1980, 1980, 1983, além de campeão na classificação geral em 1975, 1977, 1978, 1980, 1982 e 1990. Falecido precocemente em 2009, aos 62 anos, Roberto Luiz Joppert, o Bob, colecionou títulos nacionais e internacionais, entre eles, o bicampeonato GP Pão de Açúcar 1973/1974 (atual Copa São Paulo). Desde 2010, a cada edição da Copa São Paulo, a Sociedade Hípica Paulista homenageia Joppert com o Troféu Perpétuo Roberto Luiz Joppert, no qual o campeão do GP tem seu nome inscrito, e leva uma réplica do Troféu para casa e uma outra réplica vai para o proprietário do cavalo campeão.


53ª Copa São Paulo - 5 a 9/6

Rua Quintana, 206Brooklin Novo - SP

Entrada Franca

Estacionamento: R$ 50



fonte: Informações para imprensa (Carola May)

5 visualizações

Bình luận


bottom of page