Buscar

Brasileiro Sergio Marins conquista ouro no hipismo nos Jogos Sul-americanos Odesur 2018


HIPISMO - Competindo com apenas um cavaleiro, hipismo brasileiro garante o bi consecutivo nos Jogos Sul-americanos. Marins montou um cavalo emprestado. "A medalha de ouro foi praticamente um milagre. Realmente como o nome do cavalo Valentino já diz: ele é um valente."

O mineiro Sérgio Henrique Neves conquistou medalha de ouro no hipismo - modalidade Salto - nos Jogos Sul-Americanos Odesur 2018, em Cochabamba, Bolívia, nesse sábado (2/06). Único representante brasileiro na competição, Sérgio montou Valentino, cedido por Rodrigo Bedoya, presidente da Federação de Hipismo da Bolívia.

Foram disputadas três provas, com participação de 26 conjuntos. No segundo dia, foi definida a final por equipes em que o Chile garantiu ouro; Equador, a prata, e Paraguay, bronze. Habilitaram-se para a final individual 16 conjuntos e a pontuação foi zerada. Após dois percursos a 1.40 metro, sem faltas, Sérgio com Valentin e o chileno Ignacio Montesnos montando Cornetboy habilitaram-se ao desempate na corrida pelo ouro. Ambos fizeram uma falta, mas Sérgio - com Valentino e o melhor tempo, 45s21 - sagrou-se campeão sul-americano; Montesnos com Cornetboy foi prata, em 46s01. A medalha de bronze ficou com a equotoriana Nicole Neidl montando Only Love, que fechou os dois percursos da final com 5 pontos perdidos.

"Quando fiquei sabendo que a pontuação seria zerada para a final, procurei não abusar nas duas primeiras provas. Montei Valentino pela primeira vez há uma semana e logo senti que poderíamos ter um bom rendimento. Mas a medalha de ouro foi praticamente um milagre. Realmente, como o nome do cavalo Valentino já diz: ele é um valente", comemorou o Sergio Marins, 48, campeão brasileiro senior top na modalidade Salto em 2013 e integrante da equipe de Concurso de Completo nos Jogos Olímpicos de Atenas 2000.

Essa foi a quarta medalha de Marins em Jogos Sul-Americanos. "Em 2014, fui bronze na prova de caça e bronze individual na final, além de prata por equipes. Agora, arrematei o ouro que faltava", comemorou o brasileiro campeão sul-americano 2018. Felipe Amaral, campeão brasileiro senior top 2013/2017, foi ouro individual no Jogos Sul-americanos 2014.

O hipismo brasileiro não participou dos Jogos com uma equipe por questões de sanitárias e de logística e ainda porque não seriam válidos como qualificativa para Jogos Pan-americanos 2019. Na modalidade Salto, Adestramento e CCE as provas qualificativas para o Pan serão disputadas no Campeonato Sul-americano de Seniores, em outubro e novembro, na Argentina. "Quero parabenizar o Sérgio Marins por essa incrível conquista e também agradecer a Rodrigo Bedoya pelo gentil empréstimo do cavalo", destacou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo no ciclo olímpico até 2020.

fonte: Imprensa CBH (Carola May / Rute Araujo - fotos Hector Garrido Divulgação)

#Odesur2018 #JogosSulAmericanos #SergioMarins

0 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.