Buscar

Tudo pronto para os Jogos Equestres Mundiais: a Copa do mundo do cavalo


JOGOS EQUESTRES - Valendo vaga olímpica para as modalidades Salto, Adestramento e Concurso Completo de Equitação, os Jogos Equestres Mundiais começam nesta quarta-feira (12/9), e seguem até 23/9, no Tryon International Equestrian Center, na Carolina do Norte, EUA. Time Brasil conta com 35 atletas em sete modalidades. Os Jogos Equestres Mundiais, realizados pela segunda vez nos Estados Unidos, são um evento organizado pela Federação Equestre Internacional (FEI).

A cada quatro anos, amazonas e cavaleiros têm encontro marcado nos Jogos Equestres Mundiais - World Equestrian Games (WEG), considerada a “Copa do Mundo do cavalo”. O evento reúne os tops de cada país em um enfrentamento direto, em que mulheres e homens competem em nível de igualdade. Em sua 8ª edição, o WEG chega com expectativa de superar os números de 2014, na Normandia, quando 984 atletas de 74 países competiram em oito modalidades.

Definido pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), o Time Brasil será representado no Adestramento (4 atletas), Adestramento Paraequestre (4), Concurso Completo de Equitação (5), Enduro (4), Rédeas (5), Salto (5) e Volteio (8).

As oito modalidades estão divididas em duas semanas: de 12 a 16/9 serão definidos os pódios do Adestramento, Concurso Completo de Equitação, Enduro e Rédeas; de 18 a 23, Adestramento Paraequestre, Atrelagem, Salto e Volteio.

Até o momento, o anunciado furacão Florence não chegou à Carolina do Norte, mas, medidas de alertas e precaução estão sendo tomadas. Até o fechamento dessa nota, os cavalos das equipes de Rédeas e Adestramento já haviam passado pela inspeção veterinária.

Enduro e Rédeas

A modalidade que abre as atrações nesta quarta-feira (12/9) é o Enduro, única disputa que se realiza em um único dia. A disputa começa às 7h e segue até às 20h30 impondo um percurso de 160 km. Os quatro representantes do Brasil são atletas experientes, com participação em outras edições do Mundial: André Vidiz, montando Bondgirl Endurance, compete pela terceira vez; Ana Carla Maciel com Moscou Endurance e Pedro Stefani Marino montando RG Komo estão pela segunda vez nos Jogos; Carlos Augusto Amaral Paes De Barros com Koheilan Kajla é o estreante da equipe.

A equipe brasileira de Rédeas tem boas chances de medalha (Divulgação)

Único esporte conhecido como “western” a ser regido pela FEI, Rédeas também dá a largada nesta quarta-feira, 12, em dois períodos de competição: das 8h30 às 13h30 e das 16h às 21h. Com atletas cheio de chance de pódio (três deles radicados nos Estados Unidos, pólo mundial da modalidade), a equipe verde amarelo será representada por João Felipe Lacerda montando Gunner Dunit Again e que compete pela terceira vez no Mundial. Franco Bertolani, em seu segundo Mundial monta Wimpys Little Colonel e fazem sua estréia nos Jogos Marcelo Almeida / Mahogany Whiz, Thiago Boechat / SG Frozen Enterprize e Roberto Jou Inchaust / F5 Licurgo Tapajós. As competições de Rédeas seguem na quinta-feira (13) das 14h às 16h15 e terminam no sábado (15) das 18h às 20h15.

Adestramento

O Adestramento é outra atração desta quarta-feira; a disputa começa às 8h45 e segue até às 18h. O Grand Prix, prova qualificatória para a próxima fase, será dividido entre quarta e quinta-feira (13), quando será definido o pódio por equipe. Com time jovem, mas já olímpico, o Brasil será representado por João Victor Marcari Oliva - filho da ícone do basquete Hortência Marcari – que monta Xiripiti TVF, Giovana Pass com Zíngaro de Lyw, Leandro Aparecido da Silva montando Dicaprio e Pedro Tavares de Almeida com Aoleo.

Pela segunda vez em um Mundial estão João Victor Oliva e Pedro Almeida. Os 30 melhores conjuntos (cavalo/cavaleiro) do Grand Prix se qualificam para o GP Special que acontece na sexta-feira (14), a partir do qual saem os 15 melhores para a disputa de medalha individual que acontece no domingo (16), no Grand Prix Freestyle.

Cavalos do adestramento e equipe após aprovação na inspeção veterinária (Divulgação)

Concurso Completo

Outra atração desta primeira semana em Tryon é o Concurso Completo de Equitação (CCE), modalidade disputada em três fases: Adestramento, a ser disputado nos dias 13 e 14, Cross-country no dia 15 e Salto dia 16, quando serão definidas as medalhas por equipe e individual a partir da soma do resultado das três provas.

Com atletas experientes, a equipe de CCE conta com os olímpicos Marcelo Tosi montando Genfly Agromix, Márcio Carvalho Jorge com Coronel MCJ e Márcio Appel com Iberon JMen. Completa a equipe Henrique Pinheiro Plombon / Land Quenotte do Faroleto e Nilson Moreira da Silva / Magnums Martini. Contabilizando participações em WEG estão Tosi e Márcio Jorge, em terceira e segunda vez, respectivamente.

Desafios da próxima semana

Da terça-feira (18) a domingo (23), outras quatro modalidades entram em pista: Adestramento Paraequestre, Atrelagem, Salto e Volteio. A única modalidade sem representação brasileira é a Atrelagem.

No Salto, entre qualificativas, definição por equipe e individual, as disputas acontecem nos dias 19, 20, 21 e 23. O Adestramento Paraequestre dá a largada no dia 19, segue nos dias 20, 21 e 23, definindo medalhistas por grau em prova técnica e estilo livre e pódio por equipe. No Volteio, as disputas acontecem nos dias 18,19, 20 e 22 com definição de pódio por equipe e individuais por sexo.

fonte: Informações Imprensa CBH ( Carola May / Rute Araujo)

#JogosEquestresMundiais #Rédeas #Adestramento #WEGTryon2018 #WorldEquestrianGames

1 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.