Buscar

Copa ABHIR Botupharma de Hipismo Rural Completo tem desafios em campo aberto


HIPISMO RURAL - A Associação Brasileira de Hipismo Rural - ABHIR, com o apoio da Botupharma, realizou nos dias 20 e 21/10 mais uma edição da etapa completa de Hipismo Rural. O evento, que foi a 4ª edição consecutiva da prova completa retomada em 2015, aconteceu nas dependências da Hípica Vidotto (Tietê, SP). Neste formato, a prova contempla 4 fases: provas de resistência, steeple chase, cross-country e picadeiro. Os 67 conjuntos que se apresentaram no sábado (20/10), nas provas de resistência steeple e cross, travaram desafios em campo aberto sob os olhares de centenas de apaixonados por hipismo rural.

Conjuntos antes da largada para o steeple chase

Para resistência, os conjuntos largaram em grupos de até 5 pessoas e percorreram percursos de 2 a 8 km. Na sequência, se apresentaram para a prova de velocidade - steeple -, composta por uma linha de 1 km com três obstáculos à altura de 0,70m. A conhecida prova de cross-country foi o último desafio do dia. Os conjuntos que conseguiram finalizar as três etapas seguiram na competição.

Lucca Chirinéa na Prova de Cross Country, vice-campeão da categoria Avançados

Na manhã de domingo (21), o Vet Check Botupharma foi realizado pela equipe de veterinários. A prova completa, composta por uma prova diferente e uma prova longa, colocou os cavalos sob diferentes níveis de esforço a que estão acostumados e condicionados ao longo do ano. Por essa razão, um dos itens mais importantes e que pode ser decisivo na definição do vencedor nessa prova é o Vet Check.

Nessa ocasião, cria-se um ambiente dentro da competição onde os cavalos são apresentados aos veterinários, obrigatoriamente, para a inspeção em busca de lesões graves que impeçam a continuidade do animal na competição. Um exame muito importante é o do sistema locomotor, em que os animais realizam o deslocamento ao trote em linha reta. Qualquer animal que apresente claudicação (manqueira) durante o exame, imediatamente é encaminhado ao Holding Box, um outro ambiente do Vet Check, onde o cavalo é mantido juntamente com seu cavaleiro. Após um período de espera, novamente é colocado a se deslocar para reavaliação; caso ainda apresente o sintoma, o animal é eliminado do evento e encaminhado a tratamento.

Apresentação dos animais durante a Inspeção veterinária

“O bem estar e a saúde dos cavalos, é o que sempre buscamos, em toda e qualquer competição. Nesta edição do Completo não foram observados, em nenhum dos animais participantes, sinais claros de claudicação. Apenas quatro animais apresentaram escoriações leves, sem comprometimento de nenhuma estrutura nobre, que os impossibilitassem de continuar na competição. O que demonstra, que todos os animais estavam condicionados e preparados para os níveis de esforços apresentados pela competição”, declarou Renan Grigoletto.

Com o aval dos veterinários, todos os conjuntos se apresentaram no picadeiro. A prova com maior dose de emoção, por ser a última etapa do campeonato, só foi definida em pista, onde os segundos definiram os campeões do torneio.

Giovanna Guilherme e Markout galopam para a vitória na categoria mais forte do hipismo rural

Giovanna Guilherme e Markout protagonizaram um dos ápices do evento, ao conquistarem pela primeira vez o posto mais alto da categoria Força Livre. Com grande torcida, a jovem atleta entrou em pista determinada a fazer uma excelente apresentação. Sua performance entre os presentes lhe rendeu o apelido de “rainha da Força Livre”.

“Ganhar o Força Livre foi uma conquista muito especial para mim e tenho certeza de que nunca vou esquecer este final de semana especial. Ganhar em um Rural Completo foi uma surpresa maior ainda, não teria prova melhor para eu levantar pela primeira vez o troféu de Força Livre. Faz pouco tempo que entrei na categoria e foi muito legal ver todos torcendo por mim, a emoção é muito grande, chorei muito de felicidade, é claro, espero ganhar outra vez se Deus quiser”, comemorou a amazona Giovanna Guilherme.

Giovanna Guilherme recebe o troféu transitório "Germano Gândara" durante a Copa ABHIR

Botupharma de Hipismo Rural completo (imagem / reprodução Facebook)

Quem também fez história no Completo foram os conjuntos: João Brasileiro e Lemnos HVP Varitus, da Hipica Campagna – primeiro lugar na categoria Mini-Mirim; na categoria Escola, a campeã foi Mariana Franze de M. da Silveira, com S. Celebrity; Isabela Ferrucci Bredariol e Lua, da Hípica Monte Alegre, ficaram na primeira colocação da categoria Estreante; a categoria Aspirantes teve o protagonismo de Julia Marostica Schwarz e Belly El Power – Hípica Monte Alegre; Isabella Borrasca e Cliff, do Clube de Cavaleiros, abocanharam a primeira posição da categoria Avançados; o campeão da Performance foi Henrique de Almeida Basano, com Légolas AHLE.

Muitos competidores debutaram na edição de Tietê. O formato completo agradou até mesmo atletas de outras modalidades, caso de Bruno Poggi, atual praticamente da modalidade Concurso Completo de Equitação.

“Tive o prazer de participar dessa prova de Rural Completo e digo que não é todo dia que acontece um evento como este, reunindo quatro fases em apenas 2 dias. Mesmo o hipismo rural não sendo uma modalidade que eu pratico, dá vontade de participar do Completo todos os anos. Este Completo mudou minha visão do hipismo rural. Uma coisa interessante na prova é que ela exige confiança dos conjuntos durante toda a competição. Aconselho a todos, que ainda não experimentaram, a participar e viver esta ótima experiência”, convidou o atleta Bruno Poggi.

Bruno Poggi e o árabe FT Savannah, da Hípica Vidotto, durante o cross-country

“Foi com certeza a prova mais difícil que eu já armei, por ser bem mais complexa e composta por diversas fases, porém o resultado foi muito satisfatório. Fiquei muito contente por ter recebido todos na minha casa e pelo clima amistoso de competição, em que os cavaleiros torciam um pelo outro”, avaliou Ricardo Vidotto, armador e anfitrião do evento.

Diversidade de raças é marca registrada do hipismo rural

Conhecida por ser uma modalidade hípica versátil e empolgante, o êxito no hipismo rural depende diretamente da prática e engajamento dos atletas. Desde que bem treinada, qualquer raça está apta a revelar talentos. Nesta edição, apesar da predominância de cavalos da raça árabe nas categorias de base, conquistando o primeiro posto das categorias Mini-Mirim 0,40m com Lemnos HVP, Estreante 0,60m com S. Celebrity, e em Aspirantes com Belly El Power, os animais BH vêm ganhando espaço nas categorias mais altas, por sua força, resistência e flexibilidade para virar. Neste evento em particular, destaque para a terceira colocação na categoria Performance conquistada por Guilherme Rosalen e a BH SL Insultante, com ótima apresentação em pista.

Duas entidades patrocinam a modalidade e promovem ranking próprios dentro das etapas ABHIR, o Ranking do Cavalo Árabe de Hipismo Rural Haras Cruzeiro e Ranking BH de Hipismo Rural. A premiação da Copa ABHIR Botupharma de Hipismo Rural Completo acontecerá na cerimônia ABHIR “Melhores do Ano”, em 15 de dezembro, no Centro Hípico Tatuí. A edição 2018 da prova Completa de Hipismo Rural foi patrocinada por Equistore, Equiboard, ABCCH, ABCCA, Carmelo Fior, Venco, Haras 7 Flechas, Haras Cruzeiro, Pentagon, Jog Music e KR Saúde e Botupharma.

Confira os resultados finais do Concurso - Clique aqui

fonte: ABHIR (fotos Guto Paladini)

#EtapasABHIR2018 #TopRidersABHIR #HípicaVidotto #BrunoPoggi #HipismoRural

1 visualização
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.