Buscar
  • by Heleno Photoequestre

José Roberto Reynoso estreia com vitória em prova de Atrelagem no Haras Agromen

Atualizado: Jan 7


Tricampeão do ranking brasileiro sênior top e dono de uma invejável coleção de conquistas no Salto, o cavaleiro olímpico paulista José Roberto Reynoso Fernandez Filho fez sua estreia na Atrelagem, quando participou da 1ª Prova de Atrelagem do Haras Agromen, em Orlândia (SP). Realizada no sábado (19/10), o cavaleiro participou da prova de Maneabilidade ao lado de diversos competidores que buscavam resultados válidos para a III e última etapa do ranking 2019 da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). Essa foi a primeira vez que o Haras Agromen promove uma prova de Atrelagem durante as competições de hipismo.

José Roberto foi campeão na categoria Singular Iniciante conduzindo Dandy, cavalo da raça Welsh Cob, de origem britânica e emprestado ao cavaleiro olímpico por sua proprietária, a diretora e também competidora de Atrelagem da CBH, Ana Carolina Borja de Almeida, responsável pelo convite aos cavaleiros de Salto.

Zé Roberto mostrou habilidade e garantiu estreia vitoriosa em uma prova de atrelagem

José Roberto e Dandy conduziram a carruagem rumo ao pódio tendo Pedro Paulo Lacerda como groom - auxiliar do condutor que fica atrás do “carro” fazendo o contrapeso de equilíbrio. Diretor de Salto da CBH e chefe da equipe medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Lima, Lacerda, experiente e premiado cavaleiro mineiro de Salto, também assumiu o comando das rédeas na Atrelagem e, na mesma categoria e com o mesmo cavalo, foi vice-campeão.

Pedro Paulo Lacerda, chefe de equipe do Time Brasil de Salto ouro no Pan de Lima 2019, também topou a experiência

Além de José Roberto e Pedro Paulo Lacerda, outros dois cavaleiros de Salto, representantes do Haras Agromen, também estrearam na Atrelagem com vitória: Marcelo Andrino Dias venceu na Parelha Iniciante conduzindo Diamante e Loulou e Joelson Andrino Dias na Quadra Iniciante conduzindo Belle, Fanny, Fofão e Sinatra.

Marcelo Andrino Dias conduzindo Diamante e Loulou

Joelson Andrino Dias conduzindo Belle, Fanny, Fofão e Sinatra

A competição com um (singular), dois (parelha) e quatro cavalos (quadra), foi dividida em categorias Amador, Profissional e Master. Na Singular Amador a campeã foi Rafaela Meibach conduzindo Cagliostro Interagro e a vice Renata Cerqueira conduzindo Herbert Interagro.

Rafaela Meibach conduzindo Cagliostro Interagro

Na Singular Master venceu Márcio Narezzi conduzindo Fantástico, enquanto Anna Christina Garnett com Alquimista foi vice. Na Singular Profissional o destaque foi Antonio Mariano de Souza que venceu conduzindo Ilíria Interagro e foi vice com Lyco Interagro.

Márcio Narezzi conduzindo Fantástico

Antonio Mariano de Souza venceu conduzindo Ilíria Interagro

Na Parelha Master, o casal Angela Schönburg com Vulcão e Sorro e Eduard Schönburg conduzindo Andino e Alambique garantiu a 1ª e 2ª posição respectivamente. Fábio Roberto da Silva conduzindo Crispim e Cagliostro Interagro foi vencedor da categoria Parelha Profissional, enquanto a vice foi Ana Carolina Borja de Almeida na condução de Dandy e Lei.

Angela Schönburg com Vulcão e Sorro

Na Quadra Master venceu Eduard Schönburg conduzindo Andino, Alambique, Vulcão e Sorro. Já na Quadra Profissional o campeão foi Antonio Mariano de Souza na condução de Lyco, Comanche, Crispim e Cagliostro, todos sufixo Interagro. Ana Carolina Borja de Almeida foi vice conduzindo Dandy, Lei, Alquimista e Esmeralda.

Eduard Schönburg conduzindo Andino, Alambique, Vulcão e Sorro

Antonio Mariano de Souza na condução de Lyco, Comanche, Crispim e Cagliostro

Sobre a competição

Na Atrelagem, a Maneabilidade - também conhecida como a prova de Cones - tem como objetivo testar o preparo, a obediência e agilidade dos cavalos, além da habilidade e competência dos condutores dentro de um percurso de obstáculos. O percurso comporta círculos, serpentina e obstáculos combinados, totalizando ao menos 12 passagens, com um espaçamento excedente de 30 cm em relação à largura do veículo (40 cm para as atrelagens com quatro cavalos). A velocidade concedida é de 200m/minuto. Nos obstáculos combinados, são distribuídos cones e, em cada cone, é colocada uma bolinha de massa (semelhante às de polo) que não pode ser derrubada. As penalidades por erros e faltas viram pontos ou segundos acrescidos no tempo do percurso.

No Haras Agromen, a course designer do percurso foi Susana Reinhardt, que também presidiu o júri, e Laura Rossetti a diretora de campo.

Além das provas de Salto e Atrelagem, o público que compareceu à 23ª edição do Concurso de Salto Nacional Haras Agromen foi presenteado com um lindo desfile de carruagens e pode visitar os museus de carruagens, implementos agrícolas e automóveis clássicos e caminhões, mantidos a cerca de duas décadas pelos anfitriões José e Sergino Robeiro de Mendonça.

fonte: Imprensa CBH (colaboração Rute Araujo / fotos: Heleno Photoequestre - Trote e Galope)

#harasAgromen #ConselhoCBH #Atrelagemequestre #Atrelagemesportiva #Atrelagem2019

5 visualizações
  • Facebook Trote&Galope
  • Instagram Trote&Galope
  • Youtube Trote&Galope

© 2014 por TROTE & GALOPE e HELENO CLEMENTE PHOTOEQUESTRE

Todos os direitos reservados. Proibido reproduzir textos ou fotos sem autorização do autor. All rights reserved.