top of page
Buscar
  • by Heleno Photoequestre

Copa de Atrelagem desafia clima e esquenta o gramado do CCSP

Embora o tempo não tenha sido um "amigão de verdade", os competidores da Copa de Atrelagem CBH 2023 mantiveram as rédeas firmes e realizaram a prova com entusiasmo, segurança e muita elegância nos 680 metros de percurso.



Após longo período de ausência em eventos hípicos, a Atrelagem Esportiva volta às pistas do clube que sempre acolhe as iniciativas da Confederação Brasileira de Hipismo - CBH: o Clube Campo de São Paulo. Independente das previsões da meteorologia, os competidores marcaram presença nas categorias Singular Iniciante, Parelha Iniciante, Singular Master, Parelha Master, Quadra Master, Parelha Profissional e Quadra Profissional. Ao todo, foram 19 entradas em pista.


Gabriela Minatto Cherubini (1º lugar) foi única na categoria Singular Iniciante com o experiente Herbert Interagro, cavalo Puro Sangue Lusitano que mostrou seu talento ao lado de outros estreantes.



Maurício Ozzi (foto), também Iniciante, apresentou-se com três parelhas e assegurou três posições no pódio da categoria. Com Padrinho M. Vouga e Furiel Interagro, assumiu o 1º lugar. O 2º lugar foi garantido com a parelha Coimbra da Cantareira e Furiel Interagro. Já a terceira posição foi graças ao Padrinho M. Vouga e Ouro Negro D.V..


A categoria Singular Master trouxe às pistas, respectivamente, dois Puro Sangue Lusitano e dois cavalos Crioulos, deixando o pódio na seguinte ordem: em 1º, Renata Cerqueira com Herbert Interagro; o 2º, Renata garantiu com as rédeas de Magno Interagro; Angela Schönburg e Sorro defenderam o 3º lugar e Eduard Schönburg a 4ª posição com Alambique.



Na Parelha Master, a corrida contra o tempo permaneceu em toda a prova, exigindo ainda mais técnica na condução do veículo e dos cavalos. Renata Cerqueira, que veio de Santa Catarina especialmente para a prova, novamente ocupou o lugar mais alto do pódio, com Herbert Interagro e Magno Interagro. Eduard Schönburg garantiu o 2º lugar com o Crioulos Andino e Alambique. Em 3º, Angela Schönburg marcou posição com os também Crioulos Sorro e Vulcão. A 4º posição ficou com Márcio Narezzi, com a parelha Coimbra da Cantareira e Ouro Negro D.V..


Márcio Narezzi

Eduard Schönburg com os Puro Sangue Crioulo
Eduard Schönburg com os Puro Sangue Crioulo

A única quadra na categoria Master foi conduzida por Eduard Schönburg, apresentando a versatilidade dos Puro Sangue Crioulo: Andino e Alambique, Vulcão e Sorro.


Desafio profissional

Novos nomes com sobrenome Interagro também deixaram sua marca, tanto em Parelhas como nas Quadras da categoria Profissional. O 1º lugar da Parelha Profissional ficou com Ana Carolina Borja de Almeida, apresentando Alquimista e Esmeralda (vídeo).




Em 2º, veio Valentim Martins Brito na condução de Ogodei e Lucila Interagro. Na sequência (3º), Antonio Mariano de Souza com Nessus e Lyco Interagro e, na 4ª posição, Fábio Roberto da Silva apresentando novamente Ogodei e Lucila Interagro (foto).



O Puro Sangue Lusitano aflorou mais ainda na Quadra Profissional, com a conquista do 1º e 2º lugares. De volta ao percurso, Ogodei, Lucila, Nessus e Lyco Interagro garantiram o pódio a Fábio Roberto da Silva e Antonio Mariano de Souza, respectivamente, 1º e 2º.


Enquanto isso, o inédito troféu Elegância foi conquistado por Eduard Schönburg, eleito durante a condução da Quadra Master.







Fotos e vídeos: Renata Cerqueira






Comentários


bottom of page