Buscar
  • Pedro Rebouças

7º Leilão Tarlim Mangalarga acontece em março

Novamente, o evento se guiará pela qualidade extrema dos lotes, oferecendo animais de apurada genética da raça Mangalarga, com o selo do projeto Genômica Tarlim.

O Haras Tarlim Mangalarga promoverá, no próximo dia 19 de março, em Jaguariúna (SP), a sétima edição de seu remate. Referência de qualidade dentro do cenário da pecuária de elite brasileira, o evento vai disponibilizar lotes da mais apurada genética do cavalo de sela brasileiro, proporcionando uma oportunidade ímpar para os criadores que desejam aprimorar seus plantéis.


O jovem macho Di Maria da Tarlim (Delírio RB x Theresa da Araxá) será uma das atrações do remate.
O jovem macho Di Maria da Tarlim (Delírio RB x Theresa da Araxá) será uma das atrações do remate (foto Beto Falcão)

O 7º Leilão Tarlim Mangalarga pretende ainda celebrar os trinta anos de trajetória do criatório. “Estamos preparando uma festa super especial, com o tema ‘A magia de sonhar’, para marcar esta data tão importante. A ideia é seguir a proposta dos anos anteriores, destacando as etapas que levam à formação de um grande campeão, em especial o ponto de partida dessa jornada, que é justamente aquele primeiro sonho, responsável por colocar em movimento toda essa engrenagem”, explica o titular do haras Fernando Tardioli.


O remate, além disso, será novamente direcionado pela qualidade extrema. “Nesta sétima edição, nós voltaremos a abrir mão de expoentes do nosso criatório, da mesma forma que fizemos nas edições anteriores do nosso leilão. Vale destacar, aliás, que as atuais Grande Campeã Nacional de Marcha e 1ª Reservada Grande Campeã Nacional de Marcha estiveram entre os destaques do leilão do ano passado, o que deixa clara a nossa disposição em compartilhar com nossos parceiros o que há de melhor na raça”, explica Tardioli.


O titular do haras prossegue lembrando também que os lotes do remate contarão com o selo do projeto Genômica Tarlim. “Esse é um trabalho único na equinocultura, que nos auxilia a enxergar os animais por dentro, com o objetivo de dar segurança ao investidor e, acima de tudo, proporcionar capacidade de predição, de se antecipar e identificar nos indivíduos as características que ele gostaria de fixar no plantel. Afinal, está comprovada a correlação positiva entre avaliação genômica e desempenho em pista e na reprodução. Um caso bastante emblemático é o da égua Joia Rara França, cuja análise genômica demonstrou a menor endogamia dentro do plantel Tarlim e cujo bom desempenho em pista resultou no Grande Campeonato Nacional de Marcha de 2021.”

Para obter mais informações sobre o 7º Leilão Haras Tarlim Mangalarga, siga a página @tarlim_mangalarga no Instagram ou visite o portal oficial do criatório: www.mangalargadatarlim.com.br.


fonte: Assessor de Imprensa (Pedro C. Rebouças)


6 visualizações0 comentário