Buscar

Artemus de Almeida com Dubruc JMen vence GP, a 1.55m, em casa no Haras Agromen

Tropa de elite, amadores e jovens talentos do hipismo brasileiro estão no Haras Agromen, no interior paulista, maior e mais premiado criatório do país. Stephan Barcha, vice, e Marcello Ciavaglia, 3º, integrantes do time ouro no Sul-americano, seguem na liderança do ranking brasileiro senior top.

Nesse sábado (15/10), o GP Agromen, 1.55m, válido pela 9ª etapa do ranking brasileiro senior top (rendimento máximo) movimentou o Haras Agromen, maior criatório do hipismo brasileiro e quinto maior do mundo, em Orlândia, no interior paulista. Perante casa cheia, 27 conjuntos - dentre os quais, três sem faltas - largaram na 1ª volta com armação da course-designer internacional Marina Azevedo, que será responsável pelos percursos no Pan-americano 2023.


Missão dada: missão cumprida para Artemus e Dubruc JMen (Luis Ruas)
Missão dada: missão cumprida para Artemus e Dubruc JMen (Luis Ruas)

Último em pista, por ter sido o mais rápido na 1ª volta, o cavaleiro pan-americano Arthemus de Almeida com Dubruc JMen, BH de 11 anos nascido nesse haras, faturou o título com mais um percurso limpo na ótima marca de 49s74, por São Paulo.


Stephan, líder do ranking brasileiro senior top, e Artois D Avillon rumo ao vice (Luis Ruas)
Stephan, líder do ranking brasileiro senior top, e Artois D Avillon rumo ao vice (Luis Ruas)

O sempre competitivo Stephan Barcha, que há uma semana conquistou ouro por equipes e a prata individual sul-americano 2022, foi vice montando Artois D´Avillon, com percurso limpo, em 51s59, representando Brasília.


Marcello e HST Cartouche: 3º colocado no GP Agromen (Luis Ruas)
Marcello e HST Cartouche: 3º colocado no GP Agromen (Luis Ruas)

Também com duplo zero e um centésimo mais lento, 52s, a 3ª colocação ficou com o carioca Marcello Ciavaglia, também integrante da equipe de ouro no Sul-americano 2022, montando HST Cartouche. Com o resultado, Stephan e Marcello se mantiveram na liderança do ranking brasileiro senior top após 9 de 10 etapas, respectivamente, com 151 e 127,5 pontos.


"Esse GP do Agromen é muito importante pra gente que monta os cavalos criados no Haras Agromen. Ganhar em casa um GP tão difícil e tão bonito é muito bom", comemorou Artemus. "Principalmente também com o Dubruc JMen, que foi formado com tanto carinho por toda a equipe do Haras, como os cavaleiros que montaram ele quando mais jovem e os tratadores que sabiam do potencial dele e que ele ia chegar em alto nível", acrescentou o campeão.


Destaque também para a boa atuação do jovem talento Paulo Miranda, pernambucano radicado em São Paulo, montando Kentucky M, 4º colocado, que zerou o 2º percurso em 55s52 e fechou com apenas 1 ponto perdido por excesso de tempo trazido da 1ª volta. Daniel Khury, top paranaense, montando Euclides Método, também fechou sem faltas nos obstáculos, com 2 pontos perdidos na 1ª volta e pista limpa na 2ª, em 57s52, garantindo a 5ª colocação. Completou o pódio em 6º lugar Stephan Barcha, dessa feita, com Chantily JMen, 4 pontos na 1ª volta e percurso limpo na 2ª, em 51s49. A disputa distribuiu R$ 200 mil em premiação.


Toda a equipe medalha de ouro no Sul-americano - Odesur 2022 - está presente no Haras Agromen e, nesse domingo (16/10), entre outras disputas, serão decididos os títulos do Campeonato Brasileiro de Cavalos Novos 6, 7 e 8 anos. Nas categorias 4 e 5 anos, que contam com julgamento objetivo e técnico, José Roberto Reynoso Fernandez Filho, medalha de ouro individual e por equipes no Odesur, garantiu vitória, respectivamente, montando Casca D Or JMen e Candy Girl JMen, apontando para a importância da criação do Haras Agromen, com maior número de produtos em atividade no hipismo nacional.


Resultado completo



fonte:Informações para imprensa (Carola May / Rute Araújo / Natasha Simonato)

5 visualizações0 comentário