Buscar
  • Carola May

Luciana Lossio vence GP Internacional Top Riders e fatura o ranking brasileiro senior top 2021

Amazona amadora e renomada jurista, Luciana treina com Marcos Fernandes Alves, o Joca, dono de dois bronzes na Paralímpiada de 2008. Em cinco anos, Luciana subiu da série 1.20m ao mais alto rendimento e é a melhor amazona da atualidade no país, em uma categoria dominada por homens.


Luciana Lossio e Lady Louise: 100% do aproveitamento no CSI-W Top Riders (Luis Ruas)
Luciana Lossio e Lady Louise: 100% do aproveitamento no CSI-W Top Riders (Luis Ruas)

A amazona Luciana Lossio dominou o placar do Concurso de Salto Internacional - CSI-W Top Riders Troféu José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete), na Sociedade Hípica Paulista, entre 2 e 4/12. Na quinta-feira (2/12), Luciana e Lady Louise JMen, uma BH de 10 anos, venceram a qualificativa do GP e nesse sábado (4/12), a dupla garantiu o topo pódio no difícil GP, a 1.45/1.60m, com único duplo zero falta nos percursos idealizados pela course-designer internacional Marina Azevedo.


Dos 12 conjuntos em pista na 1ª volta, 11 retornaram para a volta decisiva. Única a completar a primeira sem faltas, Luciana e Lady Louise JMen fizeram mais um percurso perfeito no ótimo tempo de 52s39, inscrevendo seu nome no GP Troféu Perpétuo José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete). De quebra, faturando o ranking brasileiro senior top 2021.


José Luiz Guimarães de Carvalho / Con Chello´s Son JMen: vice-campeão (Luis Ruas)
José Luiz Guimarães de Carvalho / Con Chello´s Son JMen: vice-campeão (Luis Ruas)

Com ótima atuação e trazendo apenas um ponto perdido da 1ª volta e pista limpa na 2ª, em 56s45, o top casa José Luiz Guimarães de Carvalho com Con Chello´s Son JMen garantiu o vice-campeonato. Em 3º lugar chegou Flávio Grillo Araujo apresentando Lorentino JMen que fechou com apenas 5 pontos perdidos na 1ª volta e pista limpa na 2ª, em 52s53. Todos os três primeiros colocados montando cavalos do Haras Agromen, maior e mais premiado criatório brasileiro na atualidade.


Flavio Grillo/Lorentino JMen: campeão da liga sul-americana World Cup Qualifier (Luis Ruas)
Flavio Grillo/Lorentino JMen: campeão da liga sul-americana World Cup Qualifier (Luis Ruas)

Luciana, 47, brasiliense, renomada advogada e jurista, montou na juventude e retornou às pistas há cerca de 10 anos, sempre treinando com Marcos Fernandes Alves, o Joca, dono de dois bronzes nos Jogos Paralímpicos da China 2008. "Foi muita emoção fechar o ano com essa vitória na Hípica Paulista, um lugar em que eu tenho sempre muita sorte. Também com a Lady Louise fui campeã brasileira amador top 1.30m aqui na Hípica Paulista, em 2019, e agora, em outubro de 2021, fomos campeãs brasileiras senior top. Fechamos o ano com chave de ouro, graças a esse grande treinador que é o Joca (Marcos Fernandes Alves)."


Luciana comemora com sua família, equipe e o treinador Joca (Luis Ruas)
Luciana comemora com sua família, equipe e o treinador Joca (Luis Ruas)

"O Joca é meu treinador de uma vida, nem vale perguntar há quantos anos porque as contas vão ser difíceis... (rs). Ele é inspirador, me faz sempre acreditar que é possível. Desde que eu saltava 1.20m, ele ficava me estimulando a saltar mais alto e aqui chegamos", destacou a campeã ao lado de Joca, que já a treinava na juventude. A destacar ainda que, desde 2008, quando Camila Mazza Benedicto venceu o Campeonato Brasileiro Senior Top e defendeu o Brasil na Olimpíada do mesmo ano, nenhuma amazona em atividade no país chegou tão longe quanto Luciana.


Para Joca, o sucesso não tem segredo. "Acho que é o trabalho: acreditar e saber que tanto a Luciana quanto a Lady Louise tinham esse futuro pela frente e ainda há muito o que mostrar. Não acho que é sorte e sim talento das duas", destacou o treinador, brasiliense de 60 anos, ex-cavaleiro de salto que, em 1985, sofreu um acidente que o deixou paraplégico. Mas, não se afastou dos cavalos: voltou a montar em 2003, disputou a Paralimpíada de 2004 e quatro anos mais tarde conquistou dois bronzes na Paralimpíada de Pequim 2008. Também integrou o Time Brasil em Londres 2012. Hoje, Joca tem um centro de treinamento em Brasília formando uma legião de cavaleiros e amazonas em todos os níveis.


Com o resultado, Luciana, vice-campeã no GP da Copa São Paulo na Hípica Paulista em 13/6, campeã do GP Sabemi no Rio e 14/11, vice-campeã brasileira senior top em 31/10, entre outras classificações, foi campeã do ranking brasileiro senior top, totalizando 237,5 pontos. Stephan Barcha, atual campeão brasileiro senior top, foi vice, 235 pontos, e Flávio Grillo fechou o ranking em 3º, 230 pontos, conquistando ainda o título de campeão da liga sul-americana e garantindo uma vaga para a final da Copa do Mundo 2022, entre 6 e 10/4, em Leipzig, Alemanha.


Luciana, Stephan e Flávio também estão convocados para disputar o Winter Equestrian Festival 2022, nos EUA, com as despesas áreas e do cavalo custeadas pela Confederação Brasileira de Hipismo. O tradicional evento na Florida já vale como observatória para formação das equipes no Campeonato Mundial 2022, que acontece a cada quatro anos, e terá lugar em Herning na Dinamarca, entre 6 e 14/8.

Troféu Perpétuo José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete)

O Troféu Perpétuo foi criado em 2018. O retrospecto de José Roberto Reynoso Fernandez, conhecido como Alfinete, ilustre cavaleiro sócio da Sociedade Hípica Paulista, o coloca entre os maiores ícones da história do hipismo no país. Foi, aos 15 anos, em 1965, na Itália, que Alfinete conquistou seu primeiro vice-campeonato Mundial de Juniores na Itália. Dois anos depois, em 1967, foi campeão pan-americano por equipes em Winnipeg, no Canadá.


Em 1968, logo depois de ser campeão pan-americano, conquistou o primeiro lugar no Troféu Royal Rider de Toronto, mesmo ano em que venceu a Prova das Nações de Genebra. Em 1968 fechou os Jogos Olímpicos do México em 7º lugar. O cavaleiro – conhecido pelo estilo impecável único – também foi tetracampeão brasileiro senior (1975/1976/1978 e 1981), hexacampeão do Torneio Pão de Açúcar na Sociedade Hípica Paulista (1975/1977/1978, 1980, 1982 e 1990), entre inúmeras outras conquistas. José Roberto Reynoso Fernandez faleceu aos 54 anos, em janeiro de 2002.


Troféu Perpétuo 2021 Luciana Lossio / Lady Louise JMen 2020 Thales Marino / Deauville 2019 José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W 2018 Vitor Alves Teixeira / Hilde Império Egípcio


GP Top Riders 2021 Campeã Luciana Lossio / Lady Louise JMen- BRA - 0/0 - 0/52s39 Vice José Luiz Guimarães de Carvalho / Con Chello´s Son JMen - BRA - 1/0 -1/56s45 3º Flavio Grillo Araujo / Lorentino JMen - BRA - 5/0 - 5/52s53 4º Marcello Ciavaglia / GR Garuda - BRA - 8/0 - 8/49s05 5º Guilherme Dutra Foroni / Chelsea JMen - BRA - 9/0 - 9/52s05 6º Cicero Faustino Barros / Cassino Blue HR JA - BRA - 5/4 - 9/55s19


Fernando S. Ferreira Fº, presidente da SHP, e José Reynoso Fº com os vencedores (Luis Ruas)
Fernando S. Ferreira Fº, presidente da SHP, e José Reynoso Fº com os vencedores (Luis Ruas)


fonte: Informações à Imprensa (Carola May)

3 visualizações0 comentário