Buscar

Ouro para o Time Brasil de Salto nos Jogos Sul-americanos 2022 e vaga no Pan 2023

Após disputa acirrada com a Argentina, no 2º percurso da Copa das Nações, Brasil mostrou superioridade e faturou o ouro. Três brasileiros estão entre os top 4 rumo à final individual na terça-feira (11/10). Brasil, Argentina e Uruguai garantiram vaga de seus países no Pan -americano Chile 2023.

Brasil, ouro, Argentina, prata, Chile, bronze (Luis Ruas)
Brasil, ouro, Argentina, prata, Chile, bronze (Luis Ruas)

Esse domingo (9/10) foi memorável para o Time Brasil de Salto no Club Hipico Paraguayo, em Assunção, nos Jogos Sul-americanos - Odesur 2022. Após a 1ª parcial individual e por equipes, em que o Brasil largou com menos de uma falta (3,31 pontos) à frente da Argentina, a equipe do Brasil sagrou-se campeã com 11,02 pontos perdidos (pp) e garantindo a vaga do país nos Jogos Pan-americanos 2023 no Chile. A Argentina foi vice, 22,33 pp, e o Chile, bronze, 29,90 pp.

José Roberto Reynoso e Santiago Rosebud: vice-líder individual (Luis Ruas)
José Roberto Reynoso e Santiago Rosebud: vice-líder individual (Luis Ruas)

Quem abriu a rodada da final por equipes - disputada em 2 percursos idênticos - foi José Roberto Reynoso Fernandez Filho com Santiago Rosebud, seguido por Marcello Ciavaglia com GR Garuda, ambos com boas apresentações, mas com um derrube no último obstáculo.


rimavera Montana Império Egípcio: líder individual (Luis Ruas)
rimavera Montana Império Egípcio: líder individual (Luis Ruas)

Depois, foi a vez de Stephan Barcha e Chevaux Primavera Montana Império Egípcio que fechou sem faltas e um pontinho por excesso de tempo. Guilherme Foroni com Casella Blanca JMen, que teve um contratempo no 1º dia no aquecimento, desistiu após a 2ª falta por, àquela altura, já ter o resultado a ser descartado. Até então, o placar na briga pelo ouro com a Argentina ainda estava apertada.

Guiherme Foroni e Casella JMen: integrantes da equipe (Luis Ruas)
Guiherme Foroni e Casella JMen: integrantes da equipe (Luis Ruas)

Mas, o 2º percurso foi perfeito: José Roberto e Santiago Rosebud, Marcello e sua GR Garuda abriram a rodada do Brasil sem faltas e quando Stephan com Chevaux Primavera Montana Império Egípcio também fizeram percurso limpo a missão foi cumprida por antecipação: ouro para o Brasil.


Guiherme Foroni e Casella JMen: integrantes da equipe (Luis Ruas)
Guiherme Foroni e Casella JMen: integrantes da equipe (Luis Ruas)

Stephan, líder individual rumo à final com 1,52 pp, a exemplo de toda equipe, só tinha motivos para comemorar. "Ouro é ouro, estamos aqui, é um prazer enorme ver essa equipe unida. O papel do nosso técnico Philippe Guerdat e do chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda foi fundamental", disse Stephan, campeão individual na seletiva pan-americana e vice por equipes em 2018, evento realizado na Argentina e que foi considerado como Sul-americano. José Reynoso, que integrou a equipe vice-campeã em 2018, fez coro. "Sem dúvida, é a satisfação da missão cumprida. Agradeço à CBH, ao COB e conseguimos a vaga do nosso país para o Pan", que com seu resultado está na vice-liderança da competição, totalizando 4 pp.

"Para mim, é uma grande glória estar ao lado dessa equipe, também agradeço à CBH e ao COB. E fomos ouro: isso é bom demais!", destacou Marcellinho, 4º colocado na classificação geral individual com 5,50 pp.


Flavio Grillo e Lorentino JMen vem em 11º lugar (Luis Ruas)
Flavio Grillo e Lorentino JMen vem em 11º lugar (Luis Ruas)

Flávio Grillo (reserva) está competindo no individual e virou na 11ª colocação com 14,10 pp. "Agradeço à torcida de todos aí no Brasil, parabenizo toda a equipe e a CBH, capitaneada pelo Fefo (Fernando Sperb, presidente). É um grande prazer estar aqui", garantiu o cavaleiro.


"Estou orgulhoso dos nossos cavaleiros, de todos os cinco: pois somos uma equipe. Foi muito importante para o Brasil, para o chefe de equipe Pedro Paulo e para mim garantirmos a qualificação para os Jogos Pan-americanos, onde teremos a chance da qualificação para os Jogos Olímpicos de Paris", resumiu Philippe Guerdat, técnico do Time Brasil de Salto.

Além do Brasil e Argentina (vice), o Uruguai - 4º colocado no placar das equipes - também garantiu a vaga no Pan 2023. O Chile, bronze, já tinha vaga garantida por ser o país sede. Fernando Sperb, presidente da CBH, resumiu as emoções da conquista e expectativas. "Passamos por um sufoco, com a égua do Guilherme que sofreu um contratempo na distensão ainda no primeiro dia. Mas, acabamos tendo um sucesso enorme, com resultados expressivos principalmente no segundo percurso da Copa das Nações, com desempenho espetacular dos nossos cavaleiros que nos assegurou a medalha de ouro sem precisar utilizar o último cavaleiro da equipe. Agora, vamos com toda força para disputa individual e brigar por mais três medalhas. É bem difícil, mas vamos tentar."


Quarteto de ouro Brasil: Guilherme, Marcello, Zé Roberto e Stephan (Luis Ruas)
Quarteto de ouro Brasil: Guilherme, Marcello, Zé Roberto e Stephan (Luis Ruas)

Ouro Brasil - 11,02 pontos perdidos (pp) José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Santiago Rosebud - 4/0 Marcello Ciavaglia / GR Garuda - 4/0 Stephan Barcha / Chevaux Primavera Montana Império Egípcio - 1/0 Guilherme Foroni - 48 (des)/ff

Prata Argentina - 22,33 pp Damian Ancic / Santa Rosa Chabacon - 1/4 Nicolas Elustondo / Cooper Gypsy - 38 elm / 8 Joaquin Albisu / Don Aurelio - 4/4 Martin Dopazo / Pegasus Chau Amore - 4/0

3º Chile - 29,90 4º Uruguai - 69,10 pontos 5º Equador - 78,06 pontos


Parcial individual rumo à final 1º Stephan Barcha / Chevaux Primavera Montana Império Egípcio - BRA - 1,52 pontos 2º José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Santiago Rosebud - BRA - 4 pp 3º Martin Dopazo / Pegasus Chau Amore - ARG - 4,46 pontos 4º Marcello Ciavaglia / GR Garuda - 5,50 pontos 11º Flávio Grillo / Lorentino JMen - 14,10 pontos


Ordens de Entrada e Resultados (sistema eques.com.br)

Ordens de Entrada e Resultados (site oficial)


Transmissão ao Vivo



fonte: Informações para imprensa (Carola May / Rute Araújo / Natasha Simonato)

1 visualização0 comentário