top of page
Buscar
  • Carola May

Time Brasil de Salto busca o heptacampeonato por equipes no Pan-americano Santiago 2023

Com a equipe formada por Marlon Zanotelli, Rodrigo Pessoa, Pedro Veniss, Stephan Barcha e Doda Miranda (reserva), o Time Brasil está entre fortes candidatos ao título por equipes e pódio individual. A brasileira Marina Azevedo é a primeira mulher na história dos Jogos a armar os percursos.

O Time Brasil de Salto com Phillppe Guerdat, Pedro Paulo Lacerda e Rogério Saito (Luis Ruas / CBH)
O Time Brasil de Salto com Phillippe Guerdat, Pedro Paulo Lacerda e Rogério Saito (foto Luis Ruas / CBH)

Começa nessa terça (31/10) e segue até sexta (3/11), a competição de Salto que fecha as disputas do hipismo na Escola de Equitação do Exército em Quillota, na região de Valparaíso, nos Jogos Pan-americano Santiago 2023.

O time vem forte: Marlon Zanotelli com Deesse de Conquerie, Rodrigo Pessoa apresentando Major Tom, Pedro Veniss e Nimrod de Muze, Stephan Barcha montando Chevaux Primavera Império Egípcio e Doda Miranda com Dinozo un Prince. Todos, exceto, Stephan - que faz sua estreia em Pan-americanos - são medalhistas na competição.


Ao todo, o Time Brasil detém 15 medalhas em Jogos Pan-americanos, sendo nove por equipes, incluindo seis ouros e seis medalhas individuais, dentre as quais um único ouro de Marlon Zanotelli, no Pan Lima 2019. Rodrigo Pessoa foi prata individual no Pan Rio 2007 e seu pai Nelson Pessoa, prata individual em Winnipeg 1967. As demais medalhas individuais são de bronze.


Marina Azevedo: course-designer no Pan-americano 2023 e 1ª mulher até hoje (Luis Ruas / CBH)
Marina Azevedo: course-designer no Pan-americano 2023 e 1ª mulher até hoje (Luis Ruas / CBH)

Pela primeira vez na história dos Jogos, uma mulher é responsável pela elaboração dos percursos: a brasileira Marina Azevedo, course-designer internacional 4*. As três melhores equipes garantem vaga olímpica. Exceto o Brasil, que já está qualificado para Paris 2024, todas as demais equipes dos EUA, Canadá, México, Argentina, Chile, Colômbia, Equador e Uruguai buscam a qualificação. Entre integrantes das equipes e competidores são 46 os conjuntos a postos.


Histórico brasileiro na competição 1959 - Chicago (EUA) - Prata por equipes 1967 – Winnipeg (Canadá) - Ouro por equipes 1967 - Winnipeg (Canadá) - Prata individual: Nelson Pessoa Filho / Grand Geste 1991 – Havana (Cuba) - Ouro por equipes 1991 – Havana (Cuba) - Bronze individual: Vitor Teixeira / Zurkis 1995 - Mar del Plata (Argentina) - Ouro por equipes 1999 – Winnipeg (Canadá) - Ouro por equipes 1999 – Winnipeg (Canadá) - Bronze individual: Vitor Teixeira / Jolly Boy 2003 - Santo Domingo (República Dominicana) - Bronze por equipes 2007 – Rio de Janeiro (Brasil) - Ouro por equipes 2007 – Rio de Janeiro (Brasil) - Prata individual: Rodrigo Pessoa / Rufus 2011 - Guadalajara (México) - Prata por equipes 2011 - Guadalajara (México) - Bronze individual: Bernardo Alves / Bridgit 2019 - Lima (Peru)- Ouro por equipes 2019 - Lima (Peru) - Ouro individual: Marlon Zanotelli / Sirene de La Motte


Perfil dos Atletas


Rodrigo Pessoa

Rodrigo Pessoa e Major Tom (Luis Ruas / CBH)
Rodrigo Pessoa e Major Tom (Luis Ruas / CBH)

Cavalo: Major Tom Nascimento: 29/11/72 Local: Paris, França Treinador: Philippe Guerdat Moradia e treinamento: Nova Iorque, EUA Altura: 1.78m Rede social Instagram: @rodrigopessoa29


Participais conquistas e participações:

Olimpíadas: Campeão em Atenas 2004 e o cavaleiro brasileiro com maior número (7) de participação nos Jogos: Tóquio 2020+1, Londres 2012 (foi porta-bandeira do Brasil), Pequim 2008, Atenas 2004, Sidney 2000, Atlanta 1996 e Barcelona 1992 (competiu ao lado do pai, Neco Pessoa).


Jogos Pan-americanos: ouro por equipes Pan Mar del Plata 1995, ouro por Equipe e Prata individual no Rio 2007, prata (equipes) em Guadalajara 2011.

Campeão Mundial 1998 e três vezes vencedor da Copa do Mundo (1998/1999/2000). Em 2022 integrou o Time Brasil 6º colocado no Campeonato Mundial de Herning, Dinamarca.

Foi nº 1 do ranking mundial em diversas ocasiões e detém dezenas de vitórias em GPs5*.

Em 2023, integrou a equipe medalha de ouro na Copa das Nações do CSIO5* de La Baule, França (4º individual), a equipe medalha de prata na Copa das Nações do CSI5* St. Gallen, Suiça, e foi 4º lugar individual no CHIO Aachen, Alemanha.


Prêmio Brasil Olímpico/COB: É o atleta do Hipismo que mais conquistou o Prêmio Brasil Olímpico/COB (1999, 2000, 2004, 2005, 2006, 2009, 2010).



Marlon Modolo Zanotelli

Marlon Zanotelli e Deese de Coquerie (Luis Ruas / CBH)
Marlon Zanotelli e Deese de Coquerie (Luis Ruas / CBH)

Cavalo: Deese de Coquerie Nascimento: 19/06/1988 Local: Imperatriz, MA Treinadores: Mario Zanotelli / Phillipe Guerdat Moradia e treinamento: Bélgica


Participais conquistas e participações: Ranking mundial: melhor brasileiro da atualidade no ranking da Federação Equestre Internacional (FEI), 24º lugar.

Olimpíadas: Jogos de Tóquio 2021 (6º por equipe).


Jogos Pan-americanos: ouro individual e por equipe em Lima 2019, e 4º (equipe) em Toronto 2015.

Jogos Equestres Mundiais: Normandia 2014 (5º por equipe).

Em 2023, integrou a equipe medalha de ouro na Copa das Nações de La Baule, França. Em 2022, foi campeão do GP5* do Global Champions Tour Paris, campeão da Youngster Cup e Copa das Nações do CSI5* Saint Gallen, Suiça, campeão no GP a 1,50m no CSI5* Hubside em St. Tropez, França, campeão de dois GPs do CSI5* de Doha, Qatar, medalha de ouro na Copa das Nações do FEI Longines CSI3* de Drammen, Noruega, bronze na Copa das Nações FEI Longines CSI5* de Hickstead, Inglaterra, vice-campeão do GP do CSI5* do Global Champions Tour na Suécia, vice-campeão do GP5* do Global Champions Tour em Madri, Espanha e vice no GP do CSI5* Equita Lyon, França.


Prêmio Brasil Olímpico/COB: Tricampeão do Prêmio Brasil Olímpico (2022, 2021 e 2019).



Pedro Veniss

Pedro Veniss e Nimrod de Muze Z (Luis Ruas / CBH)
Pedro Veniss e Nimrod de Muze Z (Luis Ruas / CBH)

Cavalo: Nimrod de Muze Z Nascimento: 06/01/1983 Local: São Paulo, SP Residência: Bélgica Treinador: Phillipe Guerdat Altura: 1.82m Rede social Instagram: @pedroveniss


Principais conquistas e participações: Olimpíadas: Integrante do Time Brasil em três edições dos Jogos: Tóquio 2021 (equipe em 6º), Rio 2016 (equipe em 5º), e Pequim 2008 (10º em equipe).


Jogos Pan-americanos: ouro (equipe) no Pan de Lima 2019, ouro (equipe) e 5º individual no Pan do Rio 2007; 4º lugar (equipe) no Pan de Toronto 2015.

Jogos Equestres Mundiais: integrou a equipe em Kentucky, EUA 2010 (equipe em 4º), Normandia, França 2014 (equipe em 5º) e Tryon, EUA 2018 (equipe em 14º).


Olimpíadas: Pequim 2008, Rio 2016 (5º por equipes) e Tokyo 2020+1 (6º por equipes)

Copa das Nações: ouro (equipe) na Copa das Nações FEI Longines no CSIO5* de Geesteren, na Holanda (2019); ouro (equipe) na Copa das Nações FEI Longines no CSIO5* de La Baule, França (2018); ouro (equipe) Copa das Nações do CSIO5* Longines 109º Royal International Horse show em Hickstead, Inglaterra (2017); ouro (equipe) em 2015 e prata (equipe) em 2016 na Copa das Nações no CSIO5* de Spruce Meadows, Canadá, prata (equipe) no CSI5* St. Gallen, Suiça, em 2023.


Prêmio Brasil Olímpico/COB: Tetracampeão (2018, 2017, 2016, 2015).



Stephan Barcha

Stephan Barcha com Chevaux Primavera Império Egípcio (Luis Ruas / CBH)
Stephan Barcha com Chevaux Primavera Império Egípcio (Luis Ruas / CBH)

Cavalo: Chevaux Primavera Império Egípcio Nascimento: 27/10/1989 Local: Rio de Janeiro, RJ Treinador: Phillipe Guerdat Treinamento: Brasília e Europa (Bélgica) Altura: 1.70m Rede social Instagram: @stephanbarcha



Principais conquistas/títulos na carreira:

Integrou a equipe olímpica nos Jogos do Rio 2016. Em 2023, integrou o time medalha de ouro na Copa das Nações de La Baule, França, e foi bronze no GP do CSI4* de Roma. Em 2022, foi ouro por equipe e prata individual nos Jogos Sul-americanos (Odesur), onde já tinha conquistado o ouro por equipe em 2018, em Buenos Aires, e em 2006, também na Argentina, quando era Junior.

Das conquistas no circuito internacional destaca-se, ainda, ter integrado a equipe medalha de ouro na Copas das Nações no Longines Challenge Cup no CSIO5* de Barcelona em 2016, ter sido eleito o Melhor Cavaleiro do Campeonato Americano de 2007 realizado na Venezuela, e em 2009, liderado o ranking FEI Sul-americano.

Foi campeão brasileiro de todas as categorias em que competiu - Mirim 2003, Junior 2006, Yong Riders 2009 – e bicampeão Sênior Top (2022 e 2021), além de vice em 2019 e 3º em 2020.



Doda Miranda

Doda Miranda com Dinozo un Prince (Luis Ruas / CBH)
Doda Miranda com Dinozo un Prince (Luis Ruas / CBH)

Cavalo: Dinozo un Prince Nascimento: 05/02/1973 Local: São Paulo Treinador: Phillipe Guerdat Treinamento: Itatiba (SP) Altura: 1.87m Rede social Instagram: @dodamiranda


Participais conquistas e participações:

Olimpíadas: Bronze por equipes e 7º individual, melhor integrante da equipe em Atlanta 1996. Bronze por equipes em Sydney 2000.

Também disputou os Jogos Olímpicos de Atenas 2004 e Londres 2012, quando foi o melhor brasileiro na 12ª colocação. Na Rio 2016, integrou a equipe 5ª colocada e foi 9º individual, também melhor brasileiro.


Jogos Pan-americanos: Ouro por equipes em Winnipeg 1999, bronze por equipes em Santo Domingo 2023. Prata por equipes em Guadalajara 2011.

Campeonatos Mundiais: Roma 1998, Jerez de la Frontera 2002, Aachen 2006, Lexington 2010 e Normandia 2014.

Inúmeras conquistas em GPs Internacionais 5* durante os 20 anos em atividade na Europa e chegou a integrar o seleto grupo do Top 10 do ranking mundial em 2012.

Em 2017 voltou a morar no Brasil. Em 2023, após um hiato de 18 anos, conquistou o pentacampeonato brasileiro senior top (rendimento máximo) 1996/2001/2003/2005/2023.

Prêmio Brasil Olímpico/COB: Tetracampeão (2004, 2012, 2013, 2014)


Programação Santiago 2023

Terça 31/10 9h30 - Prazo Final para Substituição 11h30 - 14h - 1ª Qualificativa individual e por Equipes 15h00 - 16h - 3ª Reunião Técnica de Chefes de Equipe

Quarta 01/11 11h - 14h - 2ª Qualificativa individual e Final por Equipes - 1ª Volta 14h30 - 17h - 2ª Qualificativa individual e Final por Equipes - 2ª Volta 17h - 17h30 - Cerimônia de Medalha

Quinta 02/11 15h - 16h - 2ª Inspeção Veterinária

Sexta 03/11 11h - 13h30 - Final Individual - 1ª Volta 14h - 15h30 - Final Individual - 2ª Volta 15h30 - 16h30 - Cerimônia de Medalha




fonte: Informações à Imprensa (Carola May / Rute Araujo)

Comments


bottom of page